Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Cotado para gabinete do governador, administrador de Noronha é multado em R$ 87 mil pelo TCE

jamildo
jamildo
Publicado em 25/01/2021 às 14:04
Leitura:

A jornalista Renata Bezerra de Melo, da Folha de Pernambuco, trouxe a informação, na semana passada, de que o atual administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha, estava cotado para ser o novo chefe de gabinete do governador Paulo Câmara (PSB), com status de secretário estadual.

A vaga no Palácio abriu com a ida de Milton Coelho (PSB) para Brasília, para ser deputado federal no lugar de João Campos (PSB), novo prefeito do Recife.

"Se o martelo já foi batido no nome de Claudiano, no caso da chefia de Gabinete, ganha corpo a tese, entre lideranças da base, de que o escolhido para o cargo Guilherme Rocha, atual administrador de Fernando de Noronha. Há quem realce a relação de confiança que Guilherme nutriu com o governador desde a campanha de 2014, quando foi ajudante de ordens de Paulo Câmara. Guilherme tem também um vínculo estreito com Antonio Figueira, que deixou a chefia da Assessoria Especial do governador recentemente. Figueira é outro nome da confiança do chefe do Executivo estadual. Guilherme foi indicado para Fernando de Noronha na cota do PP", informou Renata Bezerra.

Pois bem.

O Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado (TCE) informa que o administrador de Noronha foi multado em R$ 87 mil reais, pela Segunda Câmara do órgão.

"O atraso é de mais de três anos, muito superior a 100 dias, resultando no percentual de 100% a ser aplicado", disse o relatório oficial do TCE.

Segundo o TCE, Guilherme Rocha ficou mais de três anos sem enviar informações ao TCE sobre a gestão da ilha de Fernando de Noronha.

"Restou caracterizado o atraso injustificado no encaminhamento de documentos e/ou informações, em razão do não envio de dados do módulo de pessoal do sistema SAGRES, referentes ao período de abril de 2017 a novembro de 2020", diz trecho do voto do relator do processo.

A multa aplicada ao gestor foi no valor máximo permitido em lei para o TCE.

"Homologar o presente auto de infração lavrado contra o Sr. Guilherme Cavalcanti Rocha Leitão, Administrador Geral do Distrito Estadual de Fernando de Noronha, aplicando-lhe multa com fundamento no art. 73, inciso X, da Lei Orgânica, no valor de R$ 87.015,00, que corresponde ao percentual de 100% do limite legal vigente em janeiro de 2021", decidiu o TCE.

O gestor ainda pode recorrer, dentro do próprio TCE, contra a multa.

Últimas notícias