Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Líder da Frente de Luta pelo Transporte, Pedro Josephi ganha cargo na Prefeitura do Recife

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 25/01/2021 às 10:32
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Leitura:

O advogado Pedro Josephi (PDT) foi nomeado para o cargo de gerente de Articulação Social no gabinete da vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão (PDT).

> Filho de Eriberto Medeiros, presidente da Alepe, é nomeado para cargo na Prefeitura do Recife

A confirmação saiu na edição do sábado (23) do Diário Oficial do Recife. Contudo, segundo a portaria do prefeito João Campos (PSB), Pedro Josephi estava exercendo o cargo desde 1º de janeiro, data de validade da portaria conforme o Diário Oficial.

Com o cargo na Prefeitura do Recife, Pedro Josephi deixou a coordenação da Frente de Luta pelo Transporte Público, segundo nota divulgada pela FLTP. O movimento diz que 'não apoia governos'.

LEIA TAMBÉM:

> Sindicato dos Rodoviários critica aumento das passagens. ‘Chega de ganância’

> Frente de Luta pelo Transporte Público defende congelamento da tarifa no Grande Recife

> Paulo Câmara vai baixar passagem para R$ 3,35 em horário social e aumentar para R$ 3,75 nos demais horários

Pedro Josephi era, até a manhã desta segunda-feira, coordenador da Frente de Luta pelo Transporte Público de Pernambuco (FLTP). Coincidentemente ou não, a nomeação ocorre no mesmo momento em que se discute o reajuste das passagens de ônibus na Região Metropolitana do Recife.

Na manhã da última quarta-feira (20), a Frente de Luta pelo Transporte Público defendeu o congelamento das tarifas de ônibus do Grande Recife, após os empresários fazerem a proposta de aumento de 16%. Mas não houve manifestação da Frente após a proposta do Governo de Pernambuco, divulgada na tarde da quarta-feira, para aumentar a tarifa do Anel A de R$ 3,45 para R$ 3,75, exceto nos horários de 9h às 11h e 13h30 às 15h30, quando o preço cairia para R$ 3,35.

VEJA TAMBÉM:

> Patrícia Domingos critica aumento de passagens e volta a pedir saída do consórcio Grande Recife

> PT critica passagens no Recife. ‘Qualquer reajuste de tarifa de ônibus na pandemia é inadmissível’


Veja a nota de Pedro Josephi

Em razão de notícia veiculada neste blog, ressalto que construo a pauta do transporte público e da mobilidade urbana há 12 anos. Ao longo deste período, atuei de forma combativa e propositiva na coordenação da Frente de Luta pelo Transporte Público, movimento social suprapartidário e que respeita o direito individual dos seus membros de terem vida partidária. A grande parte dos nossos valorosos companheiros integram e fazem parte de partidos, mas nunca deixamos que a Frente de Luta perdesse sua independência política. Em todos os espaços que atuamos em nome da Frente nos pautamos sempre pelos interesses da população.

Embora já filiado ao PDT, partido que integra os governos municipal e estadual, nunca me retirei das lutas sociais que julgo necessárias. Fui autor de ações judiciais, convoquei e participei de protestos, representações ao Ministério Público, articulações no legislativo para dar maior transparência, controle social e qualidade ao transporte público. Mas também temos atuado de forma propositiva e colaborativa com diversos órgãos. E isto tem garantido importantes conquistas em vários locais do Grande Recife ainda que o serviço continue precário em alguns aspectos e deficitários em outros, sobretudo agora na pandemia.

Tivemos vitórias expressivas como a implementação do Passe Livre, Faixas Azuis, Corredores exclusivos, ciclofaixas, fim do prazo de validade dos créditos do VEM, lei dos ar condicionados, integração temporal, retorno do SIMOP, reativação de Terminais e linhas nos bairros, como as linhas que ligam o Ibura para Boa Viagem, entre outras demandas que continuam na ordem do dia.

Portanto, temos diversos serviços prestados à população na nossa atuação.

Todavia, recebi e aceitei o convite da vice-prefeita do Recife, Isabela de Roldão, para assumir a Gerência de Articulação Social em seu gabinete.

Diante disso, em um processo natural, dialogado e construído com os demais companheiros da Frente de Luta, antes mesmo da nomeação já tinha resolvido deixar a coordenação do movimento para me dedicar a nova função. Esclareço, entretanto, que tal nomeação se deve a minha atuação enquanto dirigente do PDT, ex candidato a vereador na coligação da Frente Popular e não guarda qualquer vinculação com a Frente de Luta pelo Transporte Público.

Trajetória política

Pedro Josephi foi filiado ao PSOL até 2018. No partido, fez oposição aos governos do PSB no Recife e em Pernambuco. Paralelamente, pela Frente de Luta, liderou protestos contra os reajustes anuais feitos na tarifa de ônibus e contra superlotações nos coletivos.

Pelo movimento de luta pelo transporte, por exemplo, Pedro Josephi defendeu, em 2018, a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Transportes na Assembleia Legislativa de Pernambuco, mas não houve assinaturas suficientes, sem apoio da base do governo Paulo Câmara (PSB) na Casa.

Nas eleições de 2018, coordenou a campanha de Dani Portela (PSOL) ao Governo de Pernambuco. Ainda naquele pleito, Pedro Josephi apoiou Túlio Gadêlha (PDT) para deputado federal e Áureo Cisneiros (PSOL) para deputado estadual.

Em janeiro de 2019, o advogado se filiou ao PDT, com a benção do deputado federal Túlio Gadêlha, recém-eleito na ocasião para o cargo de parlamentar.

Desde a entrada no PDT, Pedro passou a defender uma candidatura própria do partido na disputa pela Prefeitura do Recife. O advogado também exerceu por meses o cargo de assessor no gabinete de Túlio Gadêlha na Câmara dos Deputados.

Em 2020, defendeu a pré-candidatura do então aliado Túlio Gadêlha a prefeito, mas não seguiu com o deputado quando o parlamentar decidiu bater de frente com a direção nacional do PDT, que já havia determinado a aliança com o PSB na disputa da capital pernambucana.

Foto: Divulgação

Com o movimento de Gadêlha em direção contrária ao PDT Nacional, Pedro Josephi rompeu ligações políticas com o deputado federal e até então aliado e passou a defender voto em João Campos (PSB) para a Prefeitura do Recife, tornando-se, assim, aliado à ala pedetista próxima ao PSB, capitaneada por Isabella de Roldão, agora vice-prefeita, e pelo deputado federal Wolney Queiroz, presidente estadual do PDT.

Pedro Josephi foi candidato a vereador do Recife nas eleições municipais de 2020, obteve 2.103 votos, mas não foi eleito. Ele ficou em terceiro lugar na coligação do PDT, que não elegeu parlamentares municipais.

Na semana passada, Pedro Josephi teve uma reunião com a secretária do Trabalho do Recife, Adriana Rocha, indicada do PDT para o primeiro escalão da gestão do prefeito João Campos.

Últimas notícias