PSOL quer que João Campos dê renda básica permanente no Recife e não apenas auxílio emergencial

jamildo
jamildo
Publicado em 19/03/2021 às 16:30
Leitura:

Veja a nota enviada ao blog pela Direção Estadual PSOL Pernambuco

O Partido Socialismo e Liberdade em Pernambuco (PSOL-PE) vem a público se manifestar sobre o anúncio da Prefeitura do Recife sobre a proposta de criação de um Auxílio emergencial Municipal para 30 mil famílias em situação de vulnerabilidade em nossa cidade, a capital mais desigual do país segundo dados do IBGE.

Inicialmente, ressaltamos a importância e urgência da medida. Deve ser saudada toda e qualquer iniciativa que contribua para amenizar o sofrimento de milhares de famílias recifenses que estão neste momento, literalmente, passando fome ou com extrema dificuldade para suprir suas necessidades básicas.

Todavia, é preciso apontar que o projeto apresentado pela Prefeitura do Recife é insuficiente diante de uma crise tão grave como a que vivemos. O auxílio anunciado pela Prefeitura tem caráter temporário, com duração de apenas 02 meses, e com valor de R$ 50,00 e R$ 150,00. Segundo informações veiculadas na imprensa, o investimento será de R$ 6,4 milhões, valor muito abaixo daquilo que a Prefeitura poderia investir, levando em consideração que somente o gasto com publicidade, por exemplo, supera R$ 20 milhões.

Nesse sentido, de acordo com a proposta apresentada pelo PSOL-PE, ainda em 2020, é possível implementar um programa de RENDA BÁSICA permanente para 30 mil famílias recifenses, com valor mensal de R$ 350,00.

O diálogo direto com os trabalhadores informais e desempregados nos permite verificar as graves consequências da pandemia para esse setor.

Para garantir as condições de sobrevivência durante a pandemia a bancada do PSOL na Câmara de Vereadores do Recife e as Juntas na Alepe tem se manifestado em defesa da Renda Básica, juntamente com os movimentos sociais para que esta alcance as mais de 1 milhão e 200 mil pessoas que no estado se encontram na extrema pobreza, tendo renda de até R$ 89,00 por mês.

A RENDA BÁSICA não somente é possível, como já é realidade em Belém/PA, capital governada por nosso partido, que, no início de 2021, aprovou um projeto que prevê um auxílio mensal permanente de até R$ 450,00 por família, beneficiando cerca de 22 mil famílias e com investimento de, pelo menos, R$ 30 milhões.

É por isso que o PSOL-PE, nossa militância e parlamentares continuarão firmes na defesa de uma RENDA BÁSICA permanente em nossa cidade que seja capaz de permitir que o povo do Recife tenha dignidade nesse momento tão difícil que enfrentamos durante a pandemia do COVID-19, combatendo, com isso, a fome, a desigualdade, e garantindo a circulação de mais dinheiro em nossa economia local.

Últimas notícias