Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

No Cabo, Keko do Armazém exonera filha de Gleide Ângelo e emprega filha de Pedro Corrêa

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 29/04/2021 às 10:54
Keko do Armazém (Foto: Divulgação)
Keko do Armazém (Foto: Divulgação)
Leitura:

O prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Keko do Armazém (PL), realizou pelo menos duas alterações em cargos comissionados - aqueles sem necessidade de concurso público - na gestão municipal.

Keko exonerou Maria Eduarda Ângelo Marinho do cargo de assistente de gabinete da Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos. Ela é filha da deputada estadual Gleide Ângelo (PSB).

LEIA TAMBÉM:

> MPCO pede investigação de Gleide Ângelo e Nadegi Queiroz por suposto ‘nepotismo cruzado’. Deputada e Prefeitura de Camaragibe negam

> Após MPCO denunciar suposto nepotismo, Nadegi exonera marido de Gleide Angelo da Prefeitura de Camaragibe

Keko do Armazém é do PL, partido comandado em Pernambuco pelo prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira e de oposição no estado ao PSB, partido ao qual Gleide Ângelo é filiada.

No dia 14 de abril, Blog revelou que o Ministério Público de Contas (MPCO) pediu investigação de Gleide Ângelo e a prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz (Republicanos), por suposta prática de "nepotismo cruzado".

Segundo o MPCO, a prefeita de Camaragibe nomeou José Edson Correia de Araújo, marido da deputada estadual Gleide Ângelo, para o cargo de secretário adjunto de Segurança Pública de Camaragibe. Em paralelo, houve a nomeação, no gabinete parlamentar de Gleide Ângelo, da esposa do secretário municipal de Segurança Pública de Camaragibe, Marcílio Rossini.

Um dia após a reportagem do Blog, Nadegi exonerou o marido de Gleide Ângelo do cargo.

Foto: Gleyson Ramos/Divulgação

Filha de Pedro Corrêa

Em outra portaria, o prefeito Keko do Armazém nomeou Aline Corrêa, filha do ex-deputado federal Pedro Corrêa, condenado no caso do Mensalão, para o cargo de Assessora Especial, na mesma secretaria.

Aline Corrêa chegou a exercer o cargo de assessora especial da Secretaria de Infraestrutura do Cabo na gestão de Lula Cabral (PSB), que não foi reeleito em 2020.

Aline Corrêa viveu durante 20 anos em São Paulo, por onde se elegeu deputada federal por dois mandatos, entre 2007 e 2015, mas voltou a Pernambuco em 2018, para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) pelo PR (agora PL). No pleito, ela obteve 12.315 votos e não foi eleita.

aline correa Aline Correa (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)

Em 2018, houve uma polêmica envolvendo familiares de Pedro Corrêa. Três netas dele ocupavam cargos comissionados na administração do Porto de Suape.

Pedro Corrêa foi figura expressiva na política pernambucana até o escândalo do mensalão, em que foi condenado, preso e cassado. Quase dez anos depois, na Operação Lava Jato, voltou a receber sentença por corrupção. Ele cumpre prisão domiciliar e vive no seu apartamento na Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

Esclarecimento do Cabo

De acordo com a gestão do Cabo, a servidora Maria Eduarda Ângelo não será exonerada dos quadros da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, ela será promovida. A exoneração do atual cargo foi publicada hoje para amanhã sair a sua promoção. "Com relação a servidora Aline Corrêa, ela está nos quadros da prefeitura desde a gestão passada e permaneceu no cargo por prestar bons serviços ao município".

Últimas notícias