Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Em Camaragibe, prefeita autoriza pagamentos do auxílio emergencial ao setor cultural

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 04/05/2021 às 8:36
Foto: Jailton Júnior/TV Jornal
Foto: Jailton Júnior/TV Jornal
Leitura:

A prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz (Republicanos), assinou, nesta segunda-feira (3), o edital para liberação do Auxílio Emergencial Municipal para a classe artística da cidade.

O benefício, proposto pelo Executivo e aprovado como lei na Câmara de Vereadores, será destinado às agremiações e demais atrações artísticas da cidade que ficaram impossibilitados de trabalhar durante a pandemia. Serão contemplados os artistas e as entidades que se apresentaram no Carnaval de Camaragibe de 2020.

Os valores a serem pagos variam entre R$ 500 e R$ 1,2 mil. Os pagamentos começam em 17 de maio, segundo a Prefeitura.

“É muito importante nossos artistas e agremiações serem contemplados com este benefício. Camaragibe não faz tudo, mas faz tudo que pode. Hoje, com recursos próprios, entregamos o edital assinado para liberar o pagamento dos fazedores de cultura que participaram do nosso Carnaval de 2020. Apesar de toda a dificuldade, nossa gestão tem uma preocupação imensa com a classe cultural. Demos um passo importante na viabilização de ajuda para os agentes da cultura de Camaragibe", afirmou a Doutora Nadegi.

O benefício vai contemplar os artistas e agremiações já inscritos no cadastro cultural do município, que, comprovadamente, tenham recebido pagamento pela apresentação realizada no Carnaval de Camaragibe no ano passado.

“Este é um avanço muito grande para Camaragibe, que se destaca por ter o melhor valor a ser pago: serão 50% do valor total para orquestras, blocos e matinês; e 70% para as agremiações mais antigas da nossa cidade. Diferentemente de outros municípios, não nivelamos todos em 50%. Pensamos e ponderamos para que o valor seja justo a todos. É uma pequena ajuda, mas que vai contribuir muito para que consigamos dar um suspiro aos nossos companheiros da classe cultural. Vamos sair dessa pandemia e voltar a fazer cultura”, disse Prazeres Barros, da Fundação de Cultura de Camaragibe.

Participaram do ato simbólico na prefeitura, além da prefeita e do vice Délio Júnior (PSB), os vereadores André Correia e Moisés Meu Santo, ambos da Comissão de Cultura da Câmara, os secretários João Victor Queiroz (Governo), Prazeres Barros (Fundação de Cultura) e Arthur Cunha (Comunicaç?o), bem como Reginaldo Gomes, presidente da Federação das Agremiações Carnavalescas de Camaragibe (FACC).

Últimas notícias