Ernesto Araújo mobilizou Itamaraty para garantir cloroquina

jamildo
Cadastrado por
jamildo
Publicado em 10/05/2021 às 8:00
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Leitura:

Nesta segunda, telegramas diplomáticos obtidos pelo jornal Folha ce São Paulo e informações de pessoas envolvidas nas negociações mostram que o ex-chanceler agiu para conseguir o medicamento mesmo após alertas de associações médicas sobre a ineficácia da droga e a interrupção de testes feitos pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com a publicação, no primeiro semestre de 2020, o Itamaraty instruiu diplomatas e pediu à Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) que tentassem liberar a exportação do medicamento com a Índia, que havia restringido a saída da droga. Por outro lado, até novembro do ano passado o ministério não havia instruído diplomatas para buscar fornecedores de vacinas.

Na CPI, ministro da saúde evita comentar sobre uso da cloroquina. ‘Não faço juízo de valor’


PDT entra com notícia-crime contra Bolsonaro por charlatanismo em razão da indicação de cloroquina

Últimas notícias