Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

FBC diz que Carlos Bolsonaro não se envolveu em negociações com a Pfizer

jamildo
jamildo
Publicado em 13/05/2021 às 15:46
Leitura:

O dirigente da Pfizer no Brasil Carlos Murillo afirmou que o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro, filho do presidente Bolsonaro, e Filipe Martins, assessor da Presidência, estiveram em parte da reunião da diretora Jurídica da Pfizer com Fabio Wajngarten, no Planalto, em 7 de dezembro.

Pela tropa de choque do governo Bolsonaro, para Fernando Bezerra (MDB-PE), o relato de Murillo confirma que Carlos Bolsonaro não se envolveu em negociações com a Pfizer. Apenas se reuniu "brevemente" em dezembro com um representante da empresa no Palácio do Planalto.

Carlos Murillo também disse que exigências feitas ao Brasil foram impostas a todos os países que adquiriram vacinas. “Por conta desta situação tão especial, a Pfizer tem procurado isenção de responsabilidade. Isso tem permitido avançar”.

Em resposta a Jorginho Mello (PL-SC), Carlos Murillo disse que a Pfizer começou a apresentar à Anvisa documentos sobre vacina em novembro de 2020. “Em função dos tempos da Anvisa, fizemos pedido de registro em fevereiro de 2021".

Murillo disse que foi cogitada apresentação de iniciativa legislativa para dar segurança jurídica em novembro de 2020. Randolfe lembrou que governo poderia ter feito por MP, mas se posicionou contrário a sanar impasses jurídicos.

Murillo afirmou que autoridades do governo apontaram em reunião no dia 7 de agosto que o contrato com a Pfizer deveria prever transferência de tecnologia: “Esse modelo era o que permitiria avançar dado o marco jurídico", disse.

Representante da Pfizer, Carlos Murillo disse em resposta a Randolfe Rodrigues (Rede-AP) que, além de EUA, Inglaterra e três países da América Latina, já tinham recebido vacinas até 14 de dezembro: Chile, Costa Rica, e México.

Otto Alencar (PSD-BA) disse achar estranha a informação confirmada pelo representante da Pfizer, Carlos Murillo, de que o ex-secretário de Comunicação do governo, Fabio Wajngarten, tomou a iniciativa de negociar com a empresa.

Últimas notícias