Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Pernambuco fica atrás de Alagoas e Maranhão na vacinação de portuários

jamildo
jamildo
Publicado em 17/05/2021 às 16:30
Leitura:

Os governos dos estados do Maranhão e de Alagoas anunciaram o início, nesta semana, da vacinação dos trabalhadores do setor portuário.

O presidente do Sindicato dos Operadores Portuários de Pernambuco, Roberto Miranda, alertou para a importância de que essa medida também seja adotada em Pernambuco tendo em vista o alto risco ao qual os trabalhadores dessa categoria são submetidos durante o desempenho de suas atividades.

O problema é que não há vacinas para todos, não é?

Segundo ele, os portuários estão diariamente em contato com tripulações de várias partes do mundo o que os deixa mais expostos a contaminação com o coronavírus.

“Para o trabalhador que entra em um navio estrangeiro, o risco de contaminação é semelhante ao de quem cruza a divisa de outro país”, explica.

“Como integrantes de um setor essencial à movimentação da economia, os portuários estão em atividade 24 horas por dia desde o início da pandemia para atender as demandas da indústria, do comércio e do setor agropecuário que abastecem a população. Em razão disso, não devem ficar submetidos ao constante risco de serem contaminados”, afirma.

Miranda argumentou que o próprio Ministério da Saúde, que elaborou o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, no qual incluiu os portuários na lista de grupos a serem vacinados prioritariamente, informa em seu site que “estados e municípios têm autonomia para montar seu próprio esquema de vacinação e dar vazão à fila de acordo com as características de sua população, demandas específicas de cada região e doses disponibilizadas”.

“Entendemos que, ao contrário dos demais, os municípios que possuem portos devem priorizar a vacinação dos portuários tendo em vista que os mesmos enfrentam um risco mais elevado de contaminação do que outras categorias”, disse o presidente do Sindope.

Na lista do ordenamento dos grupos prioritários do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação, os portuários estão em 28º lugar, à frente apenas dos trabalhadores do setor industrial.

Antes dos portuários, estão listados funcionários do sistema prisional, trabalhadores do ensino básico e médio, trabalhadores do ensino superior, forças armadas, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros, transporte metroviário e ferroviário, trabalhadores de transporte aéreo, trabalhadores de transporte aquaviário e caminhoneiros.

Últimas notícias