Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

'Jair Bolsonaro nunca mandou cancelar a compra da vacina Coronavac', diz Pazuello

jamildo
jamildo
Publicado em 19/05/2021 às 12:13
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Leitura:

Em depoimento nesta quarta, na CPi da Pandemia, o ex-ministro Eduardo Pazuello minimizou a expressão “um manda, outro obedece”, dita por ele quando Bolsonaro se posicionou publicamente contra a compra da Coronavac. “É apenas um jargão militar. Nunca o presidente mandou desfazer nenhum contrato".

Eduardo Pazuello disse que Jair Bolsonaro nunca mandou cancelar a compra da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan. Segundo o ex-ministro, o presidente fez apenas uma postagem sobre o tema na internet.

Pazuello disse que decisão do STF de dar autonomia a entes federados no combate à covid limitou ações federais no SUS. ‘Só se tiver intervenção federal

‘Presidente não me deu ordem direta para nada’, diz Eduardo Pazuello na CPI

Pazuello se irrita com Renan Calheiros. ‘O senhor está conduzindo a conversa aqui’

Pazuello confirmou que oferta da Pfizer apresentada em 2020 seria de 70 milhões de doses, com entrega de 1,5 milhão em dezembro. Reconheceu que pode ter havido "equívoco" ao falar em 6 milhões de doses no dia 11/2 ao Senado.

Pazuello disse que "cláusulas assustadoras" da Pfizer atrasaram o fechamento do acordo com a empresa, que sempre respondeu às ofertas de vacinas, por meio de "negociações intensas", e que toda a documentação será enviada à CPI.

Questionado por que o país optou por 10% e não 50% de vacinas no Covax Facility, Pazuello disse que não tinha estabilidade no processo para aplicar “tantos recursos”. Acusou riscos na garantia de desenvolvimento e entrega.

Últimas notícias