Aeroporto do Recife terá voo direto para Patos, na Paraíba, e ampliação de viagens para São Paulo e Rio de Janeiro

José Matheus Santos
Cadastrado por
José Matheus Santos
Publicado em 03/06/2021 às 10:51
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O setor áereo de Pernambuco inicia o mês de junho com o anúncio de novas conexões nacionais para as regiões Nordeste e Sudeste.

A Latam anunciou o incremento nas ligações para São Paulo e Rio de Janeiro, a partir de 1º julho. Já a Azul lança voo direto do Recife para a cidade de Patos, no Sertão da Paraíba.

Para São Paulo (Congonhas), serão dez novos voos diretos por semana, operados com aeronaves Airbus A319 e A320, que acomodam de 132 a 162 passageiros. Já para o Rio de Janeiro, foram anunciadas 12 novas ligações por semana em aeronaves Airbus 320, que comportam 162 passageiros.

A rota nova para a Paraíba terá início em 8 de agosto. A frequência sem escalas da Azul estará disponível diariamente, saindo às 22h30 do Recife, com chegada a Patos às 23h45. Os voos de volta partirão à 0h10, com pouso previsto na capital pernambucana à 1h35. Os voos serão pela Azul Conecta, com aeronaves Cessna Gran Caravan, para até nove passageiros. As vendas começam a partir de 8 de junho.

“O Aeroporto do Recife segue o maior do Nordeste, mesmo durante todo este período de pandemia. Os novos voos da Latam e da Azul são importantes para auxiliar na retomada do nosso turismo, seguindo todos os protocolos e cuidados necessários. Sabemos que o turismo doméstico é o foco neste momento, então novas rotas, mais voos, são ótima notícia”, afirma o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes.

Malha aérea em junho

Levantamento feito pela Unidade de Pesquisas da Empetur, a partir de dados fornecidos pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), apontam a média diária de 166 voos, entre pousos e decolagens, para o mês de junho no Aeroporto do Recife. Com este resultado, o terminal da capital pernambucana alcança um incremento de 13,8% em comparação a maio, quando 141 frequências foram operacionalizadas por dia, em média.

A posição da malha aérea na capital, principal porta de entrada para o turismo do Estado, segue de liderança na região Nordeste. Para junho, a expectativa é de que Salvador (BA) e Fortaleza (CE) realizem diariamente 104 e 59 voos, respectivamente. A quantidade de operações diárias no Recife deverá gerar ao fim do mês um total de 4.974 frequências, entre pousos e decolagens.

Últimas notícias