Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Sim ao frevo. Por Priscila Krause

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 05/06/2021 às 13:16
Leitura:

Por Priscila Krause, deputada estadual pelo DEM, em artigo enviado ao Blog

A identidade pernambucana tem um passo certo, que se manifesta com a alegria do povo no ritmo contagiante que acompanha a nossa história. Um patrimônio cultural brasileiro que pulsa em nosso sangue, faz parte da vida de cada um e está presente com destaque inalienável na memória coletiva. O frevo é esse passo, essa alegria, a pulsação de Pernambuco que se reconhece em qualquer lugar do mundo, no pique do hino de Vassourinhas, na voz de tantos e queridos artistas que traduzem o amor da gente pela terra na evocação de uma emoção que dança.

Até o próximo dia 13, o Instituto do Patrimônio Histórico e Natural – IPHAN – está realizando consulta pública para a preservação do título de patrimônio cultural para o frevo e outras manifestações populares. É procedimento de praxe, acionado de tempos em tempos para a verificação da atualidade do cardápio patrimonial da cultura brasileira. Mas longe de ser mera formalidade, trata-se de iniciativa que pede a atenção dos pernambucanos e de todos os que têm no frevo laços de afeto e tradição.

A revalidação formal do título requer a mobilização por sua manutenção. A consulta pública funciona como uma escuta do IPHAN para manter ou retirar uma determinada manifestação da lista do patrimônio cultural. E como funciona? As pessoas podem preencher um formulário na internet – disponível no site do órgão – ou enviar mensagens e cartas para o e-mail: dpi@iphan.gov.br, exprimindo a importância do frevo para o nosso estado, para a região e para o país. Cada formulário, cada linha de apoio conta para que a nossa maior expressão cultural não seja retirada da lista oficial do patrimônio cultural nacional.

Dizer sim ao frevo é reafirmar um dos lastros da pernambucanidade, que não se reduz aos dias de Carnaval. Vamos participar! Chame quem puder para amplificar e multiplicar o coro ao IPHAN, para corroborar o valor imaterial do passo que integra a nossa história, e merece continuar no rol de símbolos e referências do Brasil. Dizer sim ao frevo é recordar com saudade o passado que não se perde, e transmitir às novas e futuras gerações o entusiasmo pelo legado coletivo. É revigorar o presente com a vacina da alegria, é comemorar a vida que se alimenta de belas e insubstituíveis tradições.

Últimas notícias