FIM DA CAÇADA

Lázaro Barbosa morre após ser preso em Goiás. Ronaldo Caiado anunciou prisão

Ronaldo Caiado anunciou a prisão nas redes sociais. Polícia Civil de Goiás confirmou morte.

José Matheus Santos
Cadastrado por
José Matheus Santos
Publicado em 28/06/2021 às 9:36 | Atualizado em 28/06/2021 às 11:20
DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL
Lázaro Barbosa ficou conhecido como 'serial killer do DF' - FOTO: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL
Leitura:

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), anunciou, nesta segunda-feira (28), a prisão do criminoso Lázaro Barbosa, de 32 anos. Minutos depois, por volta das 10h, a Polícia Civil de Goiás confirmou a morte de Lázaro, que não resistiu após ser baleado durante troca de tiros.

Lázaro era procurado desde 9 de junho no Distrito Federal e em Goiás. Durante os últimos 20 dias, 270 policiais vinham procurando por Lázaro, suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia, no Distrito Federal e uma em Goiás.

Imagens mostraram Lázaro ferido sendo colocado em uma ambulância após ser alcançado pelos policiais.

"Ta aí, minha gente, como eu disse, era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do País, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido", escreveu Caiado no Twitter.

"Acabo de receber nesse momento uma informação de todas as forças de segurança que estão ali na região de Cocalzinho que o Lázaro foi preso. Cumprimentar a todos aqueles que estão ali há vários dias trocando informações e chegando a esse resultado final com a prisão do Lázaro. Meus cumprimentos a todas as forças de segurança que ali interagiram, trabalharam com determinação para mostrar que a lei está acima de tudo. Um abraço a todos", disse Caiado no vídeo.

Nas últimas horas de buscas a Lázaro, a força-tarefa criada para prendê-lo se concentrou num bairro de Águas Lindas de Goiás, em Goiás. Moradores afirmam ter visto o criminoso por volta das 21h deste domingo e chamaram a polícia. Lázaro ignorou uma tentativa de negociação feita pelos agentes para que se entregasse. Durante a madrugada, foi montado um cerco na região, com o apoio de helicópteros e cães farejadores.

Nesta manhã, pouco depois das 8h, uma ex-mulher de Lázaro foi levada para a Delegacia Regional da Polícia Civil. Era na casa dela que o criminoso esteva, de acordo com testemunhas, quando chamaram a polícia. Lázaro teria escapado pela mata que fica nos fundos da residência. Também na manhã desta segunda, os policias da força-tarefa cumprem mandados judiciais.

Comentários

Últimas notícias