Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

política nacional

Em nota, PDT critica PCO por atacar tucanos nas manifestações contra Bolsonaro

PCO, partido de esquerda radical, agrediu tucanos em São Paulo, no meio dos protestos

Jamildo Melo
Jamildo Melo
Publicado em 06/07/2021 às 9:56
Notícia
Reprodução/Instagram
Ciro Gomes (PDT) - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Veja abaixo a nota do PDT de São Paulo e da CSB sobre os ataques do PCO no ato do dia 3

"O INIMIGO É JAIR BOLSONARO"

Companheiros da Coalizão Negra por Direitos, Frente Povo Sem Medo, Frente Brasil Popular, Centrais Sindicais, Partidos Políticos e demais organizações,

O Brasil vive uma tragédia. Bolsonaro e seu Governo miliciano atacam a democracia, a Constituição e o direito à vida no Brasil. Já são mais de 520 mil irmãs e irmãos brasileiros que padeceram na pandemia.

O impeachment e o fim do Governo Bolsonaro é a grande prioridade de todos os democratas que têm compromisso com o país. É por isso que os trabalhistas estão ao lado do povo nas ruas pelo Fora Bolsonaro. É urgente a ampliação do movimento com setores que se comprometam com o impeachment desse presidente corrupto e genocida.

Não há mais tempo para vaidades, tampouco para sectarismos. Mas não basta apenas garantir a participação desses grupos nos atos, é preciso ir além. É preciso garantir a segurança de todos e coibir as vergonhosas atitudes dos militantes do PCO (Partido da Causa Operária) que geraram violência e ódio no último ato.

O PDT São Paulo se solidariza com a nossa presidente da Juventude Socialista, Amanda Salgado, que foi alvo dos ataques misóginos do PCO. Assim como nos solidarizamos com a militância do PSDB e com os dirigentes da Rede Sustentabilidade e da Força Sindical que foram alvos do sectarismo raivoso.

O mais grave é ver a satisfação e endosso das atitudes covardes por parte dos dirigentes do PCO. Atitudes que não foram isoladas e se repetiram em outros estados como Santa Catarina e Rio de Janeiro.

É urgente que as entidades organizadoras do ato repudiem essa violência e afastem esse grupelho da organização do próximo ato. Não podemos tolerar extremismos nem atitudes típicas daqueles que estamos na luta para derrotar.

Nós trabalhistas não vamos abaixar nossas bandeiras e esconder nossas referências e líderes. Também não vamos ceder o verde e amarelo aos fascistas por causa de um grupelho que se diz de esquerda. Unidade na luta! Democracia sempre!

FORA BOLSONARO!

Antonio Neto

Presidente do PDT São Paulo e Presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB)

Comentários

Últimas notícias