Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

máquina pública

Associação de Delegados pede correção de defasagem de 33,33% para Polícia Civil. Alepe promete ajudar categoria

As organizações exigem a adequação salarial proporcional ao aumento da carga horária prevista na Lei Complementar nº 155/2010

Jamildo Melo
Jamildo Melo
Publicado em 06/07/2021 às 10:15
Notícia
Tempus Comunicação/Divulgação
Francisco Rodrigues, presidente da Adeppe, entregue Anteprojeto da Lei Orgânica da Polícia Civil ao presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros - FOTO: Tempus Comunicação/Divulgação
Leitura:

Nesta segunda-feira (5) o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros, esteve na sede da Associação de Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe) e recebeu das mão do presidente da instituição, Francisco Rodrigues, um anteprojeto de Lei Orgânica da Polícia Civil para ser discutido no Legislativo.

A categoria apresentou a pauta de reivindicações para o ano de 2021.

Eriberto comprometeu-se com os delegados e outras categorias da Polícia Civil a lutar, junto com outros deputados, para o "bom encaminhamento" do texto na Assembleia Legislativa.

"Veio aqui me colocar à disposição para que possamos, juntos com meus colegas que debatem a segurança pública, avançar no reconhecimento das perdas que precisam ser corrigidas", disse Eriberto Medeiros.

Além da Adeppe, estiveram representados na reunião policiais da União dos Escrivães de Polícia de Pernambuco (Uneppe), Associação dos Policiais Civis Aposentados e Pensionistas do Estado de Pernambuco (Apocappe), Associação dos Comissários de Polícia Civil do Estado de Pernambuco (Acomp/PE) e a Associação Pernambucana de Medicina e Odontologia Legal (Apemol).

De acordo com a Alepe, as entidades representativas de diversos segmentos da Polícia Civil de Pernambuco firmaram acordo para campanha unificada de recomposição salarial, focada na compensação pecuniária referente ao aumento de carga horária dos policiais.

"A campanha busca a adequação salarial necessária decorrente do aumento da carga horária de 30 para 40 horas semanais", afirmam os sindicalistas.

As organizações exigem a adequação salarial proporcional ao aumento da carga horária prevista na Lei Complementar nº 155/2010, a quem não veio acompanhada do incremento na remuneração equivalente, que deveria gerar um aumento de 33,33% nos salários de toda a categoria policial civil.

Comentários

Últimas notícias