Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Educação

Mendonça Filho reúne-se com o ministro da Educação e pede liberação de recursos para obras da UFRPE e do Instituto Federal de Pernambuco

A obra do campus da UFRPE do Cabo é a maior de uma federal no país, mas está parada

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 16/07/2021 às 15:29
Notícia
Divulgação
Cumprindo agenda na capital pernambucana, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, recebeu, na manhã desta sexta-feira (16/07), no Recife, o ex-ministro Mendonça Filho - FOTO: Divulgação
Leitura:

Mendonça Filho levou uma rasteira de Bolsonaro e aliados locais nas eleições passadas, mas não desiste de trabalhar pelos pernambucanos.

Cumprindo agenda na capital pernambucana, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, recebeu, na manhã desta sexta-feira (16/07), no Recife, o ex-ministro Mendonça Filho, o reitor da UFRPE, Marcelo Carneiro Leão, a ex- reitora, Maria José de Senna, o reitor do IFPE, José Carlos de Sá, e os diretores dos campi do Instituto de Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Igarassu e Belo Jardim, para discutir liberação de recursos.

"É fundamental garantir os investimentos para a conclusão de obras da UFRPE nos campi do Cabo e de Belo Jardim e do IFPE em Jaboatão, Paulista, Igarassu e de Belo Jardim. Isso vai assegurar educação de qualidade pra milhares de jovens pernambucanos", disse Mendonça.

A obra do campus da UFRPE do Cabo é a maior de uma federal no país, mas está parada.

Em 2016 quando assumiu o MEC, Mendonça Filho encontrou essa obra - iniciada em 2014 - com 2% de execução.

Em abril de 2018 quando Mendonça deixou o MEC, a execução estava em 65% e tinha R$ 80 milhões disponíveis em TED para sua conclusão.

No entanto, a construtora que venceu a licitação quebrou, o contrato foi rescindido e o recurso disponibilizado voltou para o tesouro. Agora a UFRPE busca novamente recursos para sua retomada. Hoje o valor calculado é de R$ 120 milhões.

O reitor Marcelo Carneiro Leão espera que o MEC libere de R$15 a R$ 20 milhões para retomar este ano a obra do Cabo.

A ex-reitora e assessora da UFRPE, Maria José de Sena, pediu ao ministro um olhar especial para os campi do Cabo e de Belo Jardim.

"Para o campus de Belo Jardim precisamos de R$ 20 milhões para fazer o projeto e iniciar a obra do prédio definitivo", afirmou, destacando, que as duas unidades são esperança no Nordeste na formação em tecnologia e inovação.

O reitor do IFPE, José Carlos de Sá, pediu ao ministro da Educação a liberação de R$ 10 milhões para concluir as obras de três campi definitivos na Região Metropolitana do Recife, em Paulista, Jaboatão dos Guararapes e Igarassu e no Agreste, em Belo Jardim.

Segundo José Carlos, esses campi - viabilizados durante a gestão do ministro Mendonça Filho no MEC - estão 90% concluídos e precisando desses recursos finais para retomar as aulas presenciais no segundo semestre em setembro. Dos R$ 10 milhões, R$ 6 milhões são para os três campi da RMR, R$ 3,5 milhões para o de Belo Jardim.

Na reunião o ministro anunciou a liberação de R$2 milhões para o IFPE. Com relação a UFRPE, o ministro Milton Ribeiro se comprometeu a ajudar a viabilizar recursos, de acordo com a disponibilidade de orçamento da pasta.

Comentários

Últimas notícias