Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

EUGÊNIA LIMA

Em artigo, presidente do PSOL de Olinda defende alternativa de esquerda ao PSB em Pernambuco

Leia o artigo de Eugênia Lima no Blog de Jamildo.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 17/07/2021 às 11:39
Notícia
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Leitura:

Por Eugênia Lima, em artigo enviado ao Blog

Por uma alternativa de esquerda e feminista!

O Estado de Pernambuco é uma peça fundamental no xadrez político brasileiro. Aqui, sempre debatemos, apresentamos e contribuímos historicamente com alternativas para o desenvolvimento e combate às desigualdades do Brasil. Porém, nosso Estado não deve se resumir apenas a uma peça neste xadrez. É necessário e urgente a construção de uma alternativa à esquerda em relação ao PSB, que já governa há quatro mandatos e demonstra esgotamento de sua agenda e de sua capacidade política de liderança e diálogo.

Diante disto, nós, do PSOL, defendemos um novo ciclo político e de desenvolvimento em Pernambuco que seja capaz de refletir as necessidades do nosso povo. Defendemos uma agenda de superação das desigualdades sociais que seja anticapitalista, ecossocialista, antirracista, feminista, popular e solidária. Pernambuco não pode retroceder com governos que não coloquem o povo no centro da discussão e muito menos que se alinhe ao governo genocida e corrupto de Jair Bolsonaro. Tampouco deve permanecer subjugado ao atual grupo político que, localmente, retira direitos da classe trabalhadora – como ocorreu no Recife recentemente com a reforma da previdência dos servidores – e não avança em questões importantes para o campo popular e de esquerda.

Enquanto o partido que mais cresce no Brasil, segundo o último Datafolha, o PSOL está nas ruas com os movimentos sociais, com os sindicatos e com sociedade civil na construção de um novo programa. Em seus 17 anos de existência o partido vem dialogando com os anseios do povo pernambucano, e hoje, tem acúmulo político suficiente para aglutinar todas as forças de esquerda, e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo no estado. É possível transformar Pernambuco. Precisamos de uma alternativa que seja capaz de imprimir os novos anseios da contemporaneidade e de combater os interesses e privilégios particulares em busca de um Estado plural melhor para se viver.

Nas últimas eleições gerais, em 2018, o nosso partido se mostrou bastante eficiente em traduzir os novos desafios da sociedade. Com a nossa chapa feminista, liderada por Dani Portela, que alcançou quase 180 mil votos para o governo, a chapa ao Senado que disputei e alcancei mais de 110 mil votos, além da expressiva votação e eleição das Juntas Codeputadas, o PSOL passou ocupar um importante espaço no debate público do Estado.

Vale pontuar, enquanto um partido feminista, sempre nos somamos à força das mulheres no enfrentamento ao autoritarismo. Não podemos e não devemos ser secundarizadas na atual conjuntura política. Somos nós, mulheres de esquerda, que primeiro nos organizamos, denunciamos e protestamos contra as aspirações autoritárias de Jair Bolsonaro. Somos nós, mulheres, que representamos, na essência, o contraponto ao projeto genocida e corrupto do Governo Federal que tem como um dos seus pilares ideológicos o machismo. É com esta prática que as forças de esquerda crescem.

Todo o PSOL se coloca à disposição do povo pernambucano e das forças progressistas e de esquerda para ocuparmos os espaços institucionais e apresentar um projeto alternativo para Pernambuco. Por uma vida melhor para as mulheres, a população negra, LGBTQIA+, trabalhadores/as formais e informais, sem-teto, sem-terra e todas e todos que acordam diariamente com vontade de lutar por uma vida melhor.

Eugênia Lima é presidente do PSOL de Olinda

Comentários

Últimas notícias