Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

POSSÍVEL TROCA NO GOVERNO

Atual suplente, mãe de Ciro Nogueira assume mandato no Senado se ele for nomeado ministro da Casa Civil de Bolsonaro

A prática de colocar parentes, como mãe, pai, filhos, esposa e marido, como suplente nas chapas para o Senado, não é considerada ilegal.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 21/07/2021 às 8:37
Notícia
Foto: Moreira Mariz/Agência Senado
Ciro foi alvo de uma operação da PF que apreendeu R$ 200 mil durante cumprimento de mandado em sua casa e seu gabinete - FOTO: Foto: Moreira Mariz/Agência Senado
Leitura:

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) deverá ser o novo ministro da Casa Civil do governo Bolsonaro. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (21) pelo jornalista Lauro Jardim, de "O Globo".

Nesse cenário, o general Luiz Eduardo Ramos, que ocupa a pasta há pouco mais de três meses, seria deslocado para a Secretaria-Geral, comandada desde fevereiro por Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

Segundo Lauro Jardim, a alteração deve ser anunciada até sexta-feira.

O governo tem reforçado a aliança com o Centrão para sobrevivência em meio à queda de popularidade e à tensão com o Congresso Nacional, sobretudo no Senado, com a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19.

Caso se confirme a ida de Ciro Nogueira para a Casa Civil, quem assume o mandato no Senado Federal é a sua primeira suplente, a mãe do senador, Eliane e Silva Nogueira Lima, também do PP.

A prática de colocar parentes, como mãe, pai, filhos, esposa e marido como suplente nas chapas para o Senado, não é considerada ilegal.

Cada chapa ao Senado é formada por três nomes: titular, 1º suplente e 2º suplente. Os nomes de suplentes para o Senado já são decididos no período eleitoral, mas eles só assumem o mandato caso haja afastamento do titular.

O modelo em vigor foi definido na Constituição de 1988.

Comentários

Últimas notícias