Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

DEPUTADOS ESTADUAIS

TJPE determina que Juntas retirem das redes sociais postagens supostamente ofensivas a Alberto Feitosa

Alberto Feitosa alegou ao TJPE "ofensas morais e acusações caluniosas e difamatórias" que teria sofrido das Juntas.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 21/07/2021 às 12:45
Notícia
ROBERTO SOARES/ALEPE
Alberto Feitosa (PSC) - FOTO: ROBERTO SOARES/ALEPE
Leitura:

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) acatou, nesta terça-feira (20), o pedido de liminar do deputado estadual Alberto Feitosa (PSC), e determinou que o mandato coletivo Juntas (PSOL) retire das redes sociais supostas acusações difamatórias contra o parlamentar bolsonarista.

A decisão se deu no âmbito de uma ação penal privada (queixa-crime). Alberto Feitosa alegou "ofensas morais e acusações caluniosas e difamatórias" que teria sofrido das Juntas.

O desembargador Jovaldo Nunes determinou um prazo de 48 horas para a remoção e/ou bloqueio integral dos conteúdos considerados ofensivos nas redes sociais das Juntas relativos a Alberto Feitosa. Caso não seja cumprida a decisão, o magistrado estabeleceu pena de multa diária de R$ 3 mil.

"No dia 21 de junho, Alberto Feitosa foi vítima de diversas ameaças e ofensas por vários integrantes de movimentos sociais, ligados ao PSOL, em especial, do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) na porta da Alepe, onde com gritarias diziam invadir a sua residência, colocando em risco à sua vida e se sua família, após o parlamentar ter feito um pedido de vista em um projeto da deputada Jô Cavalcanti. Como se não bastasse, foi feita uma campanha nas redes sociais da deputada e do movimento Juntas do PSOL para caluniar, difamar e injuriar o parlamentar, criando uma campanha de ataque com o objetivo de denegrir a imagem de cidadão e homem público", alega Alberto Feitosa.

 “Eu sempre confiei com serenidade na justiça, porque a verdade sempre irá prevalecer. E para aqueles que tentaram diante ataques manchar o meu trabalho com mentirosas acusações e calúnias, a decisão da justiça foi para colocar um fim a campanha de ódio”, afirma o bolsonarista.

Outro lado

A reportagem procurou o mandato coletivo Juntas e aguarda resposta. O espaço está aberto para manifestações.

Comentários

Últimas notícias