Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

humores

Sete em cada 10 brasileiros não apoiam Jogos Olímpicos durante pandemia

Só 32% dos respondentes no Brasil acham que Olímpiadas devem acontecer mesmo com crise de Covid-19; anfitriões dos Jogos, japoneses também estão entre os que menos apoiam evento

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 26/07/2021 às 16:00
Notícia
JULIO CESAR GUIMARÃES/COB
Seleção de Vôlei masculino - FOTO: JULIO CESAR GUIMARÃES/COB
Leitura:

A maioria dos brasileiros não apoia as Olimpíadas de Tóquio, que teve início no dia 23 de julho.

É o que aponta a pesquisa Attitudes To The Tokyo 2020 Summer Olympics, realizada pela Ipsos com 28 países.

O levantamento mostrou que apenas 32% do total de entrevistados no Brasil concordam que as Olimpíadas devem ocorrer em 2021, mesmo que a pandemia de Covid-19 ainda não tenha terminado. Globalmente, o endosso é consideravelmente maior, de 43%.

As nações que mais apoiam que os Jogos Olímpicos aconteçam, como o programado, são a Turquia (71%), a Arábia Saudita (66%) e a Rússia (61%).

Por outro lado, a Coreia do Sul (14%), o Japão (22%) – anfitrião das Olímpiadas – e a Argentina (31%) apresentam os menores percentuais de suporte à realização do evento esportivo.

Além disso, mais da metade dos brasileiros não demonstra interesse em acompanhar os Jogos.

Ainda segundo o levantamento, 17% dos respondentes no país disseram estar muito interessados nas Olimpíadas, 28% estão um pouco interessados, 26% estão não muito interessados e 29% estão nem um pouco interessados.

Considerando as 28 nacionalidades avaliadas, o nível de interesse é de 46% (16% de “muito interessados” + 30% de “um pouco interessados”).

Os países com maior interesse são Índia, África do Sul, China, Polônia e Turquia que possuem, respectivamente, 70%, 59%, 57%, 56% e 56% de respostas “muito interessados” e “um pouco interessados”. Belgas (28%), sul-coreanos (30%), japoneses e franceses (ambos com 32%) e alemães (33%) são os menos interessados.

Algumas modalidades esportivas despertam mais interesse do que outras. No Brasil, os esportes de predileção para acompanhar nestes Jogos Olímpicos são: futebol, citado por 40% do total de respondentes, voleibol (38%) e ginástica (29%).

No mundo, o esporte de maior relevância se mantém o futebol, com 30% de menções. No entanto, em segundo lugar, está o atletismo (27%) e, em terceiro, as modalidades aquáticas, como mergulho, natação, nado sincronizado e polo aquático (22%)

Evento esportivo com veia política

Apesar de se tratar de um evento esportivo, muitas questões de cunho político, econômico e social permeiam os Jogos Olímpicos, ainda mais em ano de pandemia.

Para 68% dos brasileiros, os atletas olímpicos devem receber vacinas com prioridade. Em nível global, o percentual que concorda com a iniciativa é de 71%. O investimento do país em seus atletas também foi levado em consideração no estudo.

No Brasil, 59% concordam que o governo deve apoiar economicamente seus representantes na competição olímpica. Apesar de o percentual brasileiro representar a maioria, o índice global de apoio ao investimento governamental em atletas dos Jogos é mais alto, de 67%.

As Olímpiadas também se tornam uma ocasião para expressão de união e patriotismo, segundo os entrevistados. 59% dos respondentes no Brasil concordam que os Jogos unem o país e 71% concordam que há muito nacionalismo durante os Jogos Olímpicos. Globalmente, os índices são de 65% e 55%, respectivamente.

A pesquisa on-line foi realizada com 19.510 pessoas, sendo mil brasileiros, de 28 países, com idade entre 16 e 74 anos. Os dados foram colhidos entre 21 de maio e 04 de junho de 2021, e a margem de erro para o Brasil é de 3,5 pontos percentuais.

 

Comentários

Últimas notícias