CABO DE SANTO AGOSTINHO

Cidade do Grande Recife começa pagamento de auxílio de R$ 180 a barraqueiros de praia; saiba mais

O Governo de Pernambuco anunciou, na semana passada, o envio de verbas às cidades, que irão fazer o repasse do auxílio aos profissionais do comércio de praia da orla.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 27/07/2021 às 12:02
CHICO PORTO/ACERVO JC IMAGEM
O comércio de praia chegou a ser proibido em razão da pandemia do novo coronavírus - FOTO: CHICO PORTO/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Durante a pandemia de covid-19, uma das atividades mais afetadas foi a dos barraqueiros de praia. Por causa das restrições necessárias para a prevenção ao contágio da doença, estados e municípios suspenderam o comércio de praia nos litorais. Em Pernambuco, a situação não foi diferente.

O Governo de Pernambuco anunciou, na semana passada, o envio de verbas às cidades, que irão fazer o repasse aos profissionais. A medida auxilia 13 municípios que fazem parte da costa pernambucana.

O Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR), anunciou, nesta terça-feira (27), que barraqueiros de pontos fixos e ambulantes da orla vão receber três parcelas do "Programa de Concessão de Benefício Eventual para Barraqueiro da Orla de Pernambuco".

A ajuda do Governo do Estado foi anunciada no município do Cabo pela secretária municipal de Programas Sociais do Cabo, Andréa Galdino, em reunião no Centro Administrativo Municipal (CAM 1). 

“Este é mais um esforço, em parceria com governo estadual, para que possamos atuar junto a esses profissionais. Entendemos que é necessário articular com outras instâncias para cuidar das pessoas”, disse Andréa Galdino.

Os repasses serão feitos pela prefeitura pelos próximos três meses. O benefício de R$ 180 será repassado a cerca de 577 barraqueiros cadastrados na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET).

“Há muito o que se fazer para melhorar a vida das pessoas. Este é um passo importante para fazer do turismo um grande gerador de emprego e renda”, afirmou o prefeito do Cabo, Keko do Armazém.

Os profissionais que ainda não possuem cadastro podem comparecer na sede da SMDET, localizado na Avenida Historiador Pereira da Costa, Centro do Cabo, das 8h às 14h, munidos de documentos pessoais ( RG, CPF, comprovante de residência) e número do NIS ou MEI ou NIT ou PIS.

A Prefeitura do Cabo anunciou ainda que estuda ampliação do benefício para os barraqueiros que não possuem cadastro atualizados.

Comentários

Últimas notícias