Ataque ao porto

Movimento Pró-Pernambuco promete unir forças pela Transnordestina em Suape

Suape está sendo passado para trás, com supressão de ramal ferroviário

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 30/07/2021 às 13:42 | Atualizado em 30/07/2021 às 13:49
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
A principal novidade do marco legal é liberar um novo regime ferroviário no País, chamado de autorização - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

O Movimento Pró-Pernambuco (MPP) convidou o coordenador da bancada dos deputados federais, Augusto Coutinho, do Solidariedade, para uma reunião sobre a Ferrovia Transnordestina, no próximo dia 5.

O MPP surgiu por meio da união de 32 entidades, em 2020, no começo da pandemia da Covid-19, e agora diz que quer somar a força empresarial da entidade aos esforços dos parlamentares e do Governo do Estado de Pernambuco em defesa da instalação do ramal da ferrovia até o Porto de Suape.

“O momento é de união para garantir a execução do projeto original”, analisa Avelar Loureiro Filho, presidente do MPP.

“O Estado de Pernambuco reúne todas as condições técnicas para isso”, completa Renato Cunha, presidente do Sindaçúcar e o articulador da reunião.

Comentários

Últimas notícias