ataque à CPI

Ricardo Barros faz provocação, gera bate-boca e CPI da Covid é suspensa

Não se sabe se a audiência com o ex-ministro da Saúde será retomada

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 12/08/2021 às 13:37
REPRODUÇÃO/TWITTER
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o deputado Ricardo Barros (PP). - FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER
Leitura:

O deputado Ricardo Barros apontou que a atuação da CPI da Pandemia teria afastado empresas interessadas em vender vacinas ao Brasil, o que gerou reação de senadores.

— Afastamos a vacina que vocês do governo queriam tirar proveito — disse o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), que anunciou a suspensão da reunião.

 Antes, o presidente da CPI, Omar Aziz, suspendeu a reunião para que se busque um trecho do depoimento de Luis Miranda à CPI. Nesse trecho, o deputado relata a menção ao nome de Ricardo Barros feita pelo presidente Jair Bolsonaro.


Fora da CPI, Barros insistiu que comissão afasta novos laboratórios do Brasil

Acompanhado de parlamentares governistas, o deputado Ricardo Barros insistiu aos jornalistas, do lado de fora da CPI, que a atuação do colegiado afastou do Brasil novos laboratórios produtores de vacinas.

A afirmação já havia gerado polêmica na CPI, fazendo com que o presidente, Omar Aziz, suspendesse o depoimento.

— A CPI faz seu trabalho, mas, fato concreto, não há mais laboratório procurando o Brasil para vender vacina porque não querem se expor a esse tipo de inquirição que a CPI faz — disse.

Comentários

Últimas notícias