Investigações

Coronel Meira é indiciado pela Polícia Federal por suposto crime contra honra da delegada Carla Patrícia, ex-superintendente local

Procurado, o PTB no Estado não respondeu. Idem a PF local

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 20/08/2021 às 14:24 | Atualizado em 20/08/2021 às 14:52
DIVULGAÇÃO
Coronel Feitosa (PSC) demonstra apoio ao Coronel Meira - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Fontes da área de segurança informaram ao blog nesta tarde que o coronel Meira, atual presidente do PTB em Pernambuco, foi indiciado nesta sexta-feira de manhã na Polícia Federal por suposto crime contra a honra da delegada Carla Patricia, ex-superintendente do órgão em Pernambuco.

"Depois de ter sido acusada publicamente de prevaricação, a delegada representou contra o coronel e um inquérito foi aberto. Tratou-se de um ato de ofício", revelou a fonte.

Procurada, a assessoria do PTB no Estado não respondeu. A PF também não comentou.

No domingo 16 de agosto, coronel Meira esteve ao lado do cantor Sergio Reis e outros aliados do bolsonarismo, em uma live, falando dos atos programados para o feriado da Independência. No vídeo, o presidente do PTB local, amigo do ex-deputado federal Roberto Jefferson, volta a criticar a funcionária pública.

No vídeo, o coronel conta que estava sendo chamado para depor na PF no Recife, "como persidente do PTB". Ele mantém contato frequente com Jefferson e articulou grupo de advogados para tentar tirar o presidente nacional do partido da cadeia.

"É só política... não sei se é coisa do Alexandre de Moraes ou se é coisa antiga. Eu fui de encontro a ela (Carla Patricia), pedi ao presidente que mudasse, ela estava sentada encima das operações. Ninguém é preso em Pernambuco. Paulo Câmara, governador ladrão, Geraldo Júlio, genocida, com respirdores de suinos..."

No mesmo video, Meira ataca Moraes. "Me prenda", pede. "Ele é mancomuncado ao PCC (lá em São Paulo). Meus amigos da PM me contam que há um acordo com o governador calça apertada, a Rota está proibida de fazer operações, os presídios estão em paz. Por isto, o PCC está tranquilo. A OAB não se posiciona, é a ditadura da toga. Tem que ir para cima"

Comentários

Últimas notícias