Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

exclusivo

Gigante da mineração nacional vai assumir conclusão do ramal da Transnodestina para Suape

A confirmação do sócio privado e investidor ocorre no mesmo dia em que o ministro anuncia que o ramal poderá ser objeto de uma nova concessão

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 02/09/2021 às 15:52
Notícia
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Em 12 anos de obras, ferrovia recebeu R$ 6,2 bilhões e não foi concluída - FOTO: Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

As tratativas com o governo do Estado começaram em sigilo ainda em 2019 e hoje virão a público.

A empresa de mineração Bemisa, com sede em Minas Gerais e atuação na exploração de jazidas de minério no Piauí, vai asumir a conclusão do ramal para Suape, depois que o governo Federal decidiu concluir apenas a perna para o Ceará.

Os detalhes do projeto devem ser divulgados nos próximos dias.

O projeto é interessante para a empresa porque o trecho com destino a Suape é 92 quilômetros mais curto do que o ramal do Ceará, representando uma economia substancial em uma concessão de 30 anos, voltada para a exportação.

O governo do Estado já enviou um projeto de lei para a Assembleia Legistiva, para realizar a concessão.

Nesta quinta, o ministro da Infraestrutura repetiu o que havia prometido ao governador Paulo Câmara, há 15 dias, dando base legal à alternativa por Suape.

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou nesta quinta-feira (2) a autorização para a construção do trecho da Transnordestina até o Porto de Suape.

O empreendimento foi incluído no programa de autorizações que o governo federal está lançando junto com a Medida Provisória 1.065/2021, que institui o Marco Legal das Ferrovias.

Segundo o Ministério de Infraestrutura, o trecho entre Curral Novo, no Piauí, e Suape tem aproximadamente 717 quilômetros e deve receber R$ 5,7 bilhões em investimentos.

“Vamos dar as primeiras autorizações ferroviárias, e uma delas vai contemplar Pernambuco, vai proporcionar a resolução daquela questão da Transnordestina e a ligação para o Porto de Suape, que é esse patrimônio do Estado. Nós vamos fazer uma conexão das minas de minério de ferro do Piauí com o porto de Pernambuco. Acho que é um grande passo que está sendo dado no dia de hoje. A gente vai realmente colher frutos muito importantes. Estamos falando de emprego na veia”, disse o ministro Tarcísio.

Comentários

Últimas notícias