Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

DE VOLTA

Ex-deputado Maurício Rands pode voltar ao PT para ser candidato nas eleições de 2022

Interlocutores de Maurício afirmam que, em conversas particulares, ele tem demonstrado "preocupação" com o governo Bolsonaro e a escalada de conflitos entre os poderes provocada pelo presidente no país.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 03/09/2021 às 8:08
Notícia
Foto: Guga Matos/JC Imagem
Maurício Rands - FOTO: Foto: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

O ex-deputado federal Maurício Rands poderá voltar ao PT com a possibilidade, inclusive, de disputar um mandato eletivo nas eleições de 2022.

Nos bastidores petistas, ganha força a chance de Maurício tentar uma vaga de deputado federal ou estadual.

Interlocutores de Maurício afirmam que, em conversas particulares, ele tem demonstrado "preocupação" com o governo Bolsonaro e a escalada de conflitos entre os poderes provocada pelo presidente no país.

Rands tem boa relação política com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Nesta quinta, Rands teve um almoço com o deputado estadual João Paulo, que já selou a volta ao PT após três anos no PCdoB.

"Almocei hoje com o ex-deputado Federal Maurício Rands. Conversa boa sobre a conjuntura política e sobre as eleições do próximo ano. Maurício estará na luta contra Bolsonaro, o fascismo e todo o atraso que esse desgoverno representa. Torço pela possibilidade de sua volta ao Partido dos Trabalhadores e quem sabe uma competitiva candidatura", publicou João Paulo nas redes sociais.

Advogado, Maurício Rands foi deputado federal pelo PT eleito em 2002, 2006 e 2010. Foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante da Câmara. Em 2012, travou um embate para ser o candidato do PT a prefeito do Recife, na ala contrária à reeleição do então prefeito João da Costa.

O partido realizou, há nove anos, prévias para definir quem seria o candidato. João da Costa venceu as eleições internas, mas houve alegação de que supostos filiados de última hora teriam sido incluídos na votação. Com o impasse, a direção nacional do PT fez uma intervenção e ordenou a candidatura do senador Humberto Costa, que acabou em terceiro lugar.

Naquele ano, quem venceu a eleição do Recife foi Geraldo Julio (PSB), que foi lançado candidato com apoio do então governador Eduardo Campos (PSB).

Maurício Rands renunciou ao mandato de deputado federal após a intervenção do comando nacional do PT no processo do Recife. Dois anos depois, em 2014, ele reapareceu na política, mas nos bastidores. Foi formulador de propostas para a candidatura de Eduardo Campos pelo PSB à Presidência.

Em seguida, afastou-se da política para comandar o Diario de Pernambuco, junto ao irmão, o economista Alexandre Rands. Em 2019, ambos anunciaram a saída do grupo de comunicação. Em meio a esse período, Maurício foi candidato a governador pelo PROS em 2018, fazendo palanque para a candidatura presidencial de Ciro Gomes (PDT) em 2018 em Pernambuco.


Comentários

Últimas notícias