Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

pelas redes sociais

Advogado recifense Victor Fialho entra com representação no Ministério Público contra influenciador Leo Picon

Jovem disse que foi mal interpretado e pediu desculpas

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 03/09/2021 às 16:20
Notícia
Internet
Para Victor Fialho, a criança foi submetida a vexame público, já que o vídeo publicado pelo influenciador nas redes sociais atingiu mais de quatro milhões de seguidores - FOTO: Internet
Leitura:

O influenciador Leo Picon veio participar da inauguração de uma loja no Recife, abordou uma criança que estava andando na rua e começou a chamá-la de traficante. O vídeo constrangedor logo ganhou repercussão nacional nas redes sociais e gerou uma grande mobilização da população sobre o assunto. Com a confusão, o vídeo foi apagado.

Pois bem.

Sem alarde, o advogado do Recife Victor Fialho entrou com uma representação no Ministério Público de Pernambuco, na última quinta-feira (2), com o objetivo de instaurar um Inquérito Civil Público contra o influenciador digital Leo Picon, que chamou uma criança do Recife de "traficante".

A queixa registrada pelo advogado no MPPE, junto a Promotoria de Justiça de Defesa da Criança e do Adolescente, argumenta que o conteúdo do vídeo do influenciador fere a Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Para Victor Fialho, a criança foi submetida a vexame público, já que o vídeo publicado pelo influenciador nas redes sociais atingiu mais de quatro milhões de seguidores.

"É por essa razão que dei entrada no Ministério Público com o objetivo de que essas atitudes criminosas cometidas por Leo Picon sejam investigadas."

O advogado acredita que, para além do constrangimento com a criança, é fundamental auxiliar a família durante o caso.

"É inaceitável que o influenciador venha na nossa cidade, chame uma criança de traficante, e nada aconteça. Tenho certeza de que a família desse garoto, assim como a de qualquer criança que passasse por isso, tem todo o interesse em lutar por Justiça, por isso me coloco à disposição neste momento."

 

Comentários

Últimas notícias