Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

educação

Vereador de oposição questiona atraso da Prefeitura do Recife na entrega de mais de 40 mil tablets à rede municipal de ensino

Os aparelhos fazem parte do programa de ensino híbrido EducaRecife, anunciado em junho passado pela PCR com um aporte de R$ 55 milhões

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 13/09/2021 às 17:53
Notícia
Phillipe Jonathan/Divulgação
Alcides Cardoso (DEM), vereador do Recife - FOTO: Phillipe Jonathan/Divulgação
Leitura:

O vereador do Recife, Alcides Cardoso (DEM), cobrou da Prefeitura do Recife (PCR) a entrega de mais de 40 mil tablets à rede municipal de ensino do município, durante Reunião Plenária, nesta segunda-feira (13/09).

Os aparelhos fazem parte do programa de ensino híbrido EducaRecife, anunciado em junho passado pela PCR com um aporte de R$ 55 milhões.

“A Prefeitura anunciou a entrega de mais de 42 mil tablets a estudantes do Ensino Fundamental e da Educação Especial para o final de julho. As aulas presenciais voltaram no dia vinte e dois de julho e, no dia vinte e nove a Prefeitura iniciou a distribuição. Mas até agora a Secretaria de Educação só entregou mil e quinhentos tablets, menos de quatro por cento do necessário”, disse Cardoso.

O parlamentar disse que essa foi a maior licitação de compra de equipamentos realizada pela nova gestão e que a PCR deve esclarecer várias dúvidas, como a razão do atraso, o cronograma de entrega e se os aparelhos são validados pela Anatel, entre outras.

“A Prefeitura teve tempo suficiente, inclusive, na transição de governo, para planejar a volta das aulas presencias e distribuir os novos tablets. Esse atraso demonstra falha de planejamento, mas o que precisamos agora é de uma informação clara sobre quando e quais equipamentos serão entregues. O estudante recifense merece um produto de qualidade o quanto antes”, pontuou.

Afirmando que a rede municipal de ensino já estava prejudicada por conta da pandemia da Covid-19, que paralisou as aulas presenciais em março de 2020, Cardoso declarou que o atraso na entrega dos tablets pode aumentar o prejuízo e retardar a recuperação do aprendizado, já que os aparelhos precisam ser configurados com aplicativos conteúdos pedagógicos.

Com a palavra, a PCR

Comentários

Últimas notícias