Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

CÓDIGO ELEITORAL

Veja como votou cada deputado de Pernambuco na quarentena para juízes, procuradores, policiais e militares disputarem eleições

Na bancada de Pernambuco, foram 17 votos a favor da quarentena, 4 contrários e outros 4 deputados estavam ausentes.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 16/09/2021 às 8:36
Notícia
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Policiais militares do Rio de Janeiro - FOTO: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Leitura:

Após seguidos adiamentos de votação do Código Eleitoral, deputados federais aprovaram, na noite desta quarta-feira, por 273 votos a favor, 211 contrários e três abstenções, a inclusão de uma quarentena para magistrados, procuradores, policiais e militares que desejam disputar as eleições.

Na bancada de Pernambuco, foram 17 votos a favor da quarentena, 4 contrários e outros 4 deputados estavam ausentes.

Reprodução
Votos dos deputados federais de Pernambuco - Reprodução

Os parlamentares resolveram incorporar novamente o mecanismo ao texto, que havia sido descartado num primeiro momento de votação, na semana passada. O prazo obrigatório para o afastamento será de no mínimo quatro anos.

Na reta final da tramitação do texto na Câmara, houve a reviravolta, fruto de novo acordo entre líderes do Centrão e o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL).

A medida, que passará a valer a partir de 2026, havia sido retirada do texto numa primeira fase de análise dos chamados destaques, que são as emendas que podem modificar o mérito do texto. Na ocasião, o trecho do Código foi suprimido por uma diferença de apenas três votos.

Agora, deputados ainda votam outros destaques ao texto. Depois, o projeto seguirá para o Senado.

O atalho usado pelo Centrão foi apresentar uma emenda aglutinativa que contemplasse a inclusão do impedimento para essas categorias. Quem protocolou o novo trecho foi o líder do PP, Cacá Leão (PP-BA). Ele teve o apoio de líderes de partidos como MDB, PSDB, PSD, PL, PCdoB, Cidadania, Avante, DEM, PT e Republicanos.

Na primeira versão, redigida na terça-feira, o Cacá Leão sugeriu um prazo de cinco anos de impedimento. Após nova rodada de conversas, o prazo passou a ser de quatro anos.

Antes da votação, parlamentares ligados à área da segurança pública se revoltaram contra a intenção dos líderes do Centrão.

Reprodução
Votos dos deputados federais de Pernambuco - FOTO:Reprodução

Comentários

Últimas notícias