Combate ao vírus

Aliado de Paulo Câmara vai relatar projeto de lei que prevê obrigação de vacinação para servidores e fornecedores no Estado

No Rio de Janeiro, deputado estadual ligado a Bolsonaro entrou na Justiça eobteve liminar contra decreto municipal

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 21/09/2021 às 10:10 | Atualizado em 21/09/2021 às 10:19
JC Imagem
João Paulo foi prefeito do Recife por dois mandatos e, atualmente, é deputado estadual - FOTO: JC Imagem
Leitura:

O projeto de Lei 02661/2021, de autoria do Governo de Pernambuco e que versa sobre a obrigatoriedade da vacinação para todos os servidores públicos, começou a andar na Alepe.

A relatoria do projeto ficou com o deputado João Paulo (PcdoB), considerado aliado do Campo das Princesas.

O projeto do governador Paulo Câmara (PSB) diz que empregados públicos, militares, contratados temporários e prestadores de serviços contratados pelos órgãos e poderes do Estado devem estar vacinados, conforme antecipou o blog no sábado passado.

A proposta afirma que os servidores que não apresentarem o comprovante de imunização completa serão impedidos de permanecerem nos seus locais de trabalho e podem sofrer faltas até a regularização vacinal.

O deputado Estadual Coronel Alberto Feitosa (PSC), solicitou, nesta segunda-feira (20), em caráter de urgência, a realização de uma audiência pública conjunta entre a Comissão de Constituição Legislação e Justiça (CCLJ) e a Comissão de Saúde e Assistência Social da Alepe para discutir o projeto.

O debate está agendado para a próxima segunda-feira (27), às 9h, em sessão remota via aplicativo no qual contará com a participação de parlamentares, médicos e juristas.

"O objetivo desta audiência é discutir com juristas para ver a constitucionalidade do projeto e com especialistas da saúde para compreender o impacto na vida das pessoas. Devemos ouvir todos os lados para que possamos chegar ao melhor caminho" disse Feitosa.

Comentários

Últimas notícias