Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Não é mais testemunha

Após sessão tumultuada, ministro da CGU sai da CPI da Covid como investigado

Bate boca tomou conta dos trabalhos e audiência foi suspensa

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 21/09/2021 às 16:39
Notícia
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Leitura:

Depois de muito bate boca, e uma fala desrespeitosa com a senadora Simone Tebet, o ministro da CGU, Wagner Rosário deixou a condição de testemunha e passou a ser considerado investigado pela comissão. Em privado, o ministro depois pediu desculpas por chamar a senadora de desequilibrada.

Simone Tebet (MDB-MS) acusou Wagner Rosário de omissão no episódio da compra da Covaxin. Ela afirmou que o ministro da CGU atuou como advogado do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ao conceder entrevista coletiva em que negou irregularidades no contrato, que ainda era investigado pelo órgão.

— Ele não poderia ir numa coletiva com o ministro Queiroga e fazer uma defesa intransigente de um contrato irregular que estava em processo de investigação pela própria CGU. Esta omissão que foi apontada pelo presidente Omar Aziz, eu assino embaixo. Lamento muito o papel que Vossa Excelência está fazendo, o desserviço para com o país e para com o dinheiro público. Vossa Excelência não é advogado do presidente da República ou do ministro da Saúde. Vossa Excelência não é nem um advogado na estrutura da CGU — afirmou.

Comentários

Últimas notícias