Urbanismo

Entenda a dimensão das obras no parque do Aeroclube, no Pina

O vereador Paulo Muniz é presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras do Parque do Aeroclube

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 01/10/2021 às 16:07 | Atualizado em 01/10/2021 às 16:23
PROJETO DA PCR/DIVULGAÇÃO
DIMENSÃO Com 11,8 hectares, o Complexo do Aeroclube terá três vezes o tamanho do Parque Dona Lindu e será 52% maior que o da Jaqueira - FOTO: PROJETO DA PCR/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Por Paulo Muniz, especial para o Blog de Jamildo

A população do Recife parece ainda não ter percebido a dimensão do Complexo do Aeroclube, que vai ocupar um terreno gigantesco de 16 hectares onde funcionava o antigo Aeroclube, no bairro do Pina.

A obra está sendo anunciada pela Prefeitura do Recife como o maior parque urbano da cidade - vai equivaler a 1,5 Parque da Jaqueira. Aquele projeto surge de duas demandas muito justas e importantes: habitação e área verde para lazer e saúde.

Sua primeira versão foi construída na gestão de Geraldo Júlio por um comitê formado por mais de 70 pessoas. Tentaram atender a todas as visões e necessidades dos moradores da Zona Sul do Recife: da palafita à Av. Boa Viagem.

Nesta gestão João Campos, ganhou melhorias.

O complexo é gigantesco em tudo. Além dos dois habitacionais, com 300 apartamentos cada, haverá Compaz, creche, uma gama de equipamentos esportivos (pistas de cooper, bike, skate e patins, quadras, campos, academias), mirante, memorial do Aeroclube e uma área que será vendida para o setor privado e terá empreendimentos comerciais.

Será fundamental a fiscalização do projeto e o gerenciamento das 600 famílias que ali morarão.

A linha que divide a possibilidade do sucesso e do fracasso do Complexo Aeroclube é muito tênue.

A Comissão de Acompanhamento das Obras do Parque do Aeroclube, da qual sou presidente, foi criada na Câmara Municipal do Recife pela necessidade de manter essa fiscalização, não só das etapas das obras, mas para acompanhar esse início da habitação dos condomínios, prevista para o primeiro semestre de 2022.

Porque a gente sabe que 600 apartamentos, na beira da Via Mangue, se não forem muito bem cuidados, com a gestão do condomínio muito bem feita, podem contaminar toda a projeção do futuro do Parque e do Complexo do Aeroclube.

A Comissão existe para esclarecer todos os melindres, deixar tudo em pratos muito limpos, dar oportunidade da Prefeitura explicar os detalhes do projeto, dar oportunidade para as pessoas se manifestarem nas audiências públicas para que possamos, ao longo do processo, dar uma importante contribuição ao que possivelmente transformará a realidade da Zona Sul do Recife.

Paulo Muniz, vereador (Solidariedade) e presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras do Parque do Aeroclube

Comentários

Últimas notícias