Rota

Guilherme Coelho discute ações de combate ao tráfico de drogas no Porto do Pecém

O diretor-presidente do Porto do Pecém, Danilo Gurgel, relatou que o combate ao tráfico internacional de drogas é contínuo no Porto

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 07/10/2021 às 8:00 | Atualizado em 07/10/2021 às 8:32
Divulgação
Empresário do Vale do São Francisco - FOTO: Divulgação
Leitura:

Guilherme Coelho, presidente da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), manifestou preocupação com o tráfico internacional de drogas via navios de exportação durante evento internacional de fruticultura, o Fruit Attraction 2021 que ocorre em Madrid, na Espanha.

Na ocasião, Guilherme discutiu com o diretor-presidente do Porto do Pecém, Danilo Gurgel, as medidas de segurança adotadas na unidade.

O diretor-presidente do Porto do Pecém, Danilo Gurgel, relatou que o combate ao tráfico internacional de drogas é contínuo no Porto.

“É uma preocupação diária nossa. Todos os contêineres de frutas são escaneados, também temos trabalho com cães farejadores e mergulhadores para coibir o tráfico”, relatou Danilo Gurgel.

De acordo com Guilherme Coelho, grande parte das frutas do Vale do São Francisco são exportadas do Porto do Pecém.

“É uma grande preocupação dos produtores. As frutas exportadas são resultado do trabalho de um povo ordeiro e de empresas honestas, que geram empregos. Não é aceitável o embarque de drogas junto com nossas frutas. Fico agora mais tranquilo conhecendo o rigor das medidas de segurança adotadas no Porto”, constatou o presidente da Abrafrutas.

A 13ª edição da Fruit Attraction 2021, em Madrid, segue até a próxima quinta-feira (7).

O evento conta com representantes da fruticultura de 44 países e é uma oportunidade para discutir com o segmento os principais gargalos da fruticultura no mundo.

Comentários

Últimas notícias