BRIGA

Em novo vídeo, Ciro Gomes reafirma acusação contra Lula e diz que Dilma "recebeu o troco"

Pré-candidato listou motivos pelos quais afirmou que Lula conspirou contra Dilma

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 14/10/2021 às 12:52
Reprodução
Ciro Gomes e Dilma Rousseff - FOTO: Reprodução
Leitura:

Em novo vídeo, Ciro Gomes voltou a afirmar que Lula (PT) é o responsável pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT). O pré-candidato ainda disse que suas palavras derrubaram um "falso titã" que já dava a vitória campanha eleitoral como garantida.

"Bastou uma leve cutucada para que esse falso cenário se desfizesse, para que os fanfarrões tremessem na base, revelando o quão inseguros estão em relação ao presente e ao futuro, e pra que eles mostrassem o seu verdadeiro rosto", disse Ciro Gomes, se referindo aos adversários petistas.

@jc_pe

##CiroGomes reafirma acusação contra ##Lula e diz que ##Dilma "recebeu o troco" ##politica ##ls

? som original - Jornal do Commercio Pernambuco

Nessa quarta (13), o pedetista trocou ofensas com Dilma Rousseff após acusar Lula de conspirar pelo impeachment da ex-presidente. Além disso, ele aponta a "corrução e incompetência dos governos do PT" como um dos principais responsáveis pela eleição de Jair Bolsonaro (sem partido).

"Lula foi o maior fator de desestabilização do mandato de Dilma. Ele fez isso às vezes de forma consciente e de forma, às vezes, inconsciente. Fez isso tanto no passado remoto quanto nos momentos finais da agonia dela, quando loteou o governo com os personagens mais corruptos da história do país, (...) quando escolheu Michel Temer (MDB) para ser vice, quando entregou Furnas a Eduardo Cunha e mais dezenas de outros casos", pontuou Ciro Gomes.

O pré-candidato ainda disse que o ex-presidente transformou o Instituto Lula num centro de intrigas e conspiração para impedir a reeleição de Dilma Rousseff. Sobre a troca de ofensas com a petista, Ciro considera que ela "levou o troco". 

Apesar disso, ele disse que gostaria de se corrigir sobre parte da sua fala nessa quarta (13): "não me arrependo de ter lutado contra o golpe, pois nunca me arrependerei de ter lutado pela democracia".

Comentários

Últimas notícias