Eleições 2022

Veja o que o Google vai permitir ou barrar na publicidade dos políticos nas eleições de 2022

A empresa tenta ajudar o processo eleitoral combatendo fake news e abuso de poder econômico nas plataformas

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 16/10/2021 às 12:41
Google
Doodle do Google nas eleições de 2014 - FOTO: Google
Leitura:

Eleições 2022: conheça as novas políticas para anúncios eleitorais no Google

Daqui a aproximadamente um ano, mais de 140 milhões de brasileiros irão às urnas escolher candidatas e candidatos aos cargos de deputados estaduais e federais, senadores, governadores e presidente da República. Assim como em eleições anteriores, o time do Google está trabalhando para criar recursos e apoiar iniciativas que ajudem o eleitor a votar informado, com transparência e segurança.

Com o objetivo de reforçar esse compromisso histórico e auxiliar o processo democrático no país, o Google anunciae novas ferramentas e parcerias que estarão disponíveis nos meses que antecedem as Eleições de 2022.

Confira a seguir algumas dessas novidades:

Mais transparência sobre anúncios eleitorais

Em setembro, nós atualizamos nossas diretrizes de publicidade para dar início a um novo processo de verificação de anunciantes que tenham interesse em fazer propaganda política em nossas plataformas. O processo se tornará obrigatório a partir de 17 de novembro e nos permitirá oferecer mais contexto sobre os anúncios eleitorais exibidos.

A verificação será necessária para todo anunciante que desejar promover ou incluir menção a partidos políticos, titulares de cargos eleitos, ou candidatos à Câmara dos Deputados, ao Senado Federal, à Vice-Presidência e à Presidência. Como resultado desse processo, nós passaremos a apresentar uma versão brasileira do nosso “Relatório de Transparência de Publicidade Política”, incluindo um repositório dos anúncios e informações sobre quem pagou, em qual plataforma aconteceu a exibição, quais os critérios de segmentação e quanto dinheiro foi gasto.

O relatório, que estará disponível a partir do primeiro semestre do ano que vem, será atualizado com frequência e poderá ser acessado e baixado por qualquer pessoa interessada. Nosso objetivo é tornar essas informações acessíveis e úteis para todos.

Antes do lançamento, trabalharemos com anunciantes políticos para ajudá-los a entender o novo processo a partir de uma lista de boas práticas em publicidade digital e guias sobre nossas políticas de anúncios.

Apoiando o jornalismo e a formação de candidatos

Como parte do nosso esforço de fortalecer o processo democrático no Brasil, o Google.org, nosso braço filantrópico, destinará R$ 1,5 milhão a organizações não-governamentais que desenvolvam projetos voltados à capacitação de candidaturas de grupos politicamente sub-representados como povos indígenas, comunidade LGBTQIA+, comunidade negra e mulheres, com o objetivo de apoiar a maior diversidade de vozes na política nacional. As instituições selecionadas serão anunciadas nos próximos meses.

Na frente de checagem de fatos, trabalhamos com empresas de jornalismo ao redor do mundo para ajudar a combater notícias enganosas durante o período eleitoral. No Brasil, a nossa principal frente tem sido a colaboração com o Comprova, um consórcio jornalístico formado por 33 veículos de imprensa dedicados à verificação do conteúdo que é compartilhado na web. Em 2022, pelo terceiro ano eleitoral consecutivo, a iniciativa liderada pela Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) contará com o apoio financeiro do Google para a realização do seu trabalho.

Comentários

Últimas notícias