VÍDEO

Após ameaça, Ciro Gomes diz que ministro de Bolsonaro confirma sua denúncia

Pré-candidato falou sobre questão envolvendo emenda do relator

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 18/10/2021 às 9:50
RODOLFO LOEPERT/DIVULGAÇÃO
SUSPENSO Agenda de viagens era prevista para fevereiro, mas esbarrou em aumento de casos de covid e gripe - FOTO: RODOLFO LOEPERT/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Ciro Gomes (PDT) voltou a bater no Governo Federal nesta segunda-feira (18). O pré-candidato, que prometeu no domingo divulgar revelação sobre ministro de Jair Bolsonaro (sem partido), publicou um vídeo no qual fala sobre corrupção na emenda do relator e diz que chefe da CGU confirma sua denúncia.

"Eu não imaginei que uma das minhas denúncias seria endossada pelo chefe da Controladoria-Geral da União, o ministro bolsonarista Wagner do Rosário", inicia Ciro Gomes.

O pré-candidato afirma que há corrupção na emenda do relator, classificada pelo cearense como "jogada descarada para encobrir leilão criminoso de verbas em troca de apoio a Bolsonaro". Ciro diz que Wagner Rosário anunciou no Congresso que a Polícia Federal está prestes a "desbaratar" esquema de corrupção no uso dessa verba.

"É uma dose gigantesca de non sense", classificou, recordando que as emendas do relator deste ano está em quase R$ 19 bilhões.

Comentários

Últimas notícias