Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

CONFUSÃO

Vídeos: vereadores são atacados por manifestantes; um deles exibia suástica

Confusão ocorreu na Câmara dos Vereadores de Porto Alegre

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 21/10/2021 às 11:31
Notícia
Reprodução
Briga de manifestantes de extrema-direita com vereadores na Câmara Municipal de Porto Alegre - FOTO: Reprodução
Leitura:

Cenas de violência na Câmara Municipal de Porto Alegre chocaram parlamentares e o público nas redes sociais. Nessa quarta (20), manifestantes de extrema-direita com discurso antivacina, um deles segurando cartaz com a suástica nazista, invadiram a plenária que deliberava sobre exigência do comprovante de imunização. Recentemente, chamou atenção um caso envolvendo o bolo com a imagem de Hitler chamou atenção numa universidade de Pelotas.

"Fascistas com símbolos nazistas invadiram a Câmara para impedir a votação do passaporte vacinal. A Guarda Municipal não fez nada e tivemos nós mesmos que expulsá-los", declarou o vereador Roberto Robaina (PSOL-RS).

A confusão envolveu empurrões, xingamentos e socos. Ela começou quando o vereador Idenir Cecchim (MDB), que presidia a sessão, pediu para que o homem com o cartaz da suástica fosse retirado. Após uma hora, desta vez sem presença de público, os parlamentares mantiveram o veto da Prefeitura ao passaporte da vacina.

Instagram @daianasantospoa
A vereadora Daiana Santos mostra o cartaz com suástica nazista, capturado na Câmara Municipal de Porto Alegre - Instagram @daianasantospoa

O cartaz com a suástica foi capturado pela vereadora Daiana Santos (PSOL). A Lei 7.716, de 1989, determina a reclusão de um a três anos e multa pela fabricação, comercialização, distribuição ou veiculação de "símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo".

Além das agressões físicas e da suástica, houve também acusação de racismo. Uma manifestante começou a gritar com vereadora Bruna Rodrigues (PCdoB), afirmando que a parlamentar seria sua empregada.

Câmara Municipal repudiou violência

Após o episódio violento, a Câmara divulgou a seguinte nota.

“Em face dos acontecimentos ocorridos na tarde de hoje (20/10) nas dependências do Plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre, o presidente em exercício e a Mesa Diretora desta Casa repudiam com veemência qualquer tipo de manifestação política que utilize o expediente da violência. O plenário da Câmara Municipal é a expressão da democracia na capital dos gaúchos e suas decisões são soberanas. Este Legislativo rejeita qualquer forma de intimidação contra seus integrantes.

Em hipótese alguma esta Câmara aceitará apologia à suástica, símbolo do período mais obscuro da história moderna da humanidade. Aqueles que buscam impor suas vontades pela força ou pelo terror nunca terão guarida nesta Casa. Pelo contrário, tais indivíduos serão submetidos ao rigor da lei e responsabilizados por seus atos".

Comentários

Últimas notícias