Desenvolvimento regional

Escola de sargentos. Gastos com pessoal do Exército vão criar 'nova prefeitura' de R$ 100 milhões na Mata Norte

A matriz de consumo do projeto não é conhecida, mas a previsão de folha de salário é elevada, criando uma nova dinâmica na região

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 27/10/2021 às 12:18
Divulgação
Maquete da nova escola - FOTO: Divulgação
Leitura:

O projeto para a nova Escola de Sargentos do Exército Brasileiro, conquistado pelo polo formado por Abreu e Lima e mais cinco cidades do entorno, prevê uma gasto anual de mais de R$ 100 milhões somente em folha de pessoal.

Esses recursos serão pagos pelas Forças Armadas a título de salários para professores, instrutores e os mais de 2,4 mil alunos que vão passar dois anos em formação por lá. 

No plano local, os investimentos equivalem a criação de uma "nova prefeitura" na região, se considerarmos as receitas correntes líquidas das cidades já instaladas. Os R$ 100 milhões previstos em salários superam até mesmo a quota-parte de ICMS que as cidades tem direito a receber por ano, do Estado, na divisão do bolo das receitas públicas de impostos.

Blog Imagem
Cidade verde oliva vai acrescer emprego e renda em uma região em busca de desenvolvimento - Blog Imagem
 

Veja acima a tabela com a cota-parte do ICMS de cada um dos municípios listados e sua Receita Corrente Líquida (RCL) total. A cota-parte do ICMS é uma receita que já está contida na RCL, ou seja, não se somam. Os dados são do Portal SICONFI "Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro", gerido pela Secretaria do Tesouro Nacional

"A nova Escola de Sargentos vai gerar um impacto econômico e social positivo para o Estado. O complexo aqui em Pernambuco vai centralizar as atividades de mais de dez escolas de formação distribuídas no País e preparar 2400 jovens, contando com um efetivo qualificado de 1800 pessoas, entre corpo docente e apoio. Uma escola de excelente nível como esta representa para Pernambuco um fortalecimento do nosso polo educacional.", afirma ao blog de Jamildo o secretário de Planejamento e Gestão de Pernambuco, Alexandre Rebêlo.

Comentários

Últimas notícias