EDUCAÇÃO

Parceria inédita entre Câmara dos Deputados e Alepe visa formação de estudantes

Projeto visa impulsionar formação de estudantes

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 05/11/2021 às 9:59
Divulgação/Alepe
Projeto deve ser votado em segundo turno na próxima sessão da Alepe, no dia 2 de de setembro - FOTO: Divulgação/Alepe
Leitura:

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), por iniciativa da deputada Marília Arraes (PT), foi escolhida para uma parceria inédita, visando a formação de estudantes universitários, com a Câmara dos Deputados e a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Nesta semana, assinou-se no Recife o acordo de cooperação técnica entre as instituições.

A parceria é voltada à formação política, técnica e cidadã para estudantes universitários através do programa batizado de Ciranda Legislativa, a ser desenvolvido conjuntamente pela Escola da Câmara e a Escola do Legislativo de Pernambuco.

A Segunda-Secretaria da Câmara Federal, comandada pela deputada Marília Arraes, é a responsável pela chancela do programa Estágio-Visita de Curta Duração da Casa, que existe desde 2004 e já recebeu mais de 6.600 estudantes de todo o país.

“Nosso objetivo é educar para fortalecer os valores democráticos e o exercício pleno da cidadania, favorecendo o desenvolvimento de comunidades que se sustentem na garantia dos direitos humanos, na convivência cidadã e na participação política consciente. Além disso, incentivar o engajamento na política local é imprescindível. Como parlamentar pernambucana, procurei o presidente da Alepe , Eriberto Medeiros, e a proposta de parceria foi muito bem recebida e agora virou uma realidade e tenho certeza de que será uma iniciativa que renderá excelentes frutos”, pontuou Marília Arraes.

No piloto desenvolvido em Pernambuco, 350 estudantes cursando as disciplinas Teoria da Política e do Estado e Direito Constitucional, do curso de Direito da Unicap, serão atendidos. A carga horária será de 20 horas, com a realização de aulas e palestras remotas para alunos dos 1º, 2º, 3º e 4º períodos.

As aulas, estão revistas para começar de forma remota já no próximo dia 12, com certificação de atividade complementar, um tipo de diretriz curricular nacional exigida pelo Ministério da Educação (MEC). No futuro, porém o aprendizado deve ser presencial, a depender do controle da Pandemia da Covid-19 no Brasil.

Marcos Henrique/Divulgação
Reunião na Alepe para a criação do projeto Ciranda Legislativa - Marcos Henrique/Divulgação

Entre as atividades propostas, os alunos aprenderão sobre o funcionamento do sistema legislativo brasileiro, como é a dinâmica das comissões permanentes e reuniões plenárias das duas Casas Legislativas, incluindo os processos de elaboração, tramitação e votação de projetos de lei.

“Desde que assumi a Segunda-Secretaria, no primeiro trimestre deste ano, comecei a estudar sobre a possibilidade de levar um programa semelhante ao Estágio Visita que desenvolvemos aqui na Câmara Federal, para outras casas legislativas do Brasil. Essa é uma iniciativa muito importante para expandir e capilarizar as ações educativas do legislativo federal, para que o acesso ao letramento político seja democratizado e que possa aproximar cada vez mais a sociedade do Poder Legislativo”, comentou Marília Arraes..

O presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros, também destacou a importância da “Ciranda Legislativa”. “É uma forma de estimular o interesse dos cidadãos pela atividade política. Aqui na Alepe, em 2019, começamos uma aproximação com o público estudante e agora, através dessa parceria ela será ampliada. Iniciativas como essa só fortalecem a Democracia”, ressaltou o deputado.

Programa de Estágio-Visita

Coordenado pela Segunda-Secretaria, o programa Estágio-Visita é conduzido pelo Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor). Durante cinco dias, os universitários participam de palestras, debates, visitas, vivências e simulações que possibilitam o desenvolvimento de conhecimentos sobre democracia e o papel do Legislativo e de habilidades necessárias ao exercício de sua cidadania.

A programação é focada no protagonismo do estudante, sendo incentivados a sua curiosidade e o seu interesse por buscar novos conhecimentos, e inclui aulas dialogadas sobre o papel institucional da Câmara dos Deputados e sobre o processo legislativo; jornadas de aprendizagem em diversas áreas da Câmara com troca de experiências pelo grupo; visitas aos gabinetes, a comissões e ao Plenário; simulação do funcionamento das comissões; entre outras atividades que despertarão o estudante para um novo olhar sobre o Legislativo e também sobre sua participação como cidadão.

Comentários

Últimas notícias