Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

MOBILIDADE

Túlio Gadêlha pede respostas sobre o sucateamento do Metrô do Recife

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 25/11/2021 às 17:39
Notícia
Kauê Pinto/Divulgação
O deputado federal Túlio Gadelha (PDT-PE) - FOTO: Kauê Pinto/Divulgação
Leitura:

Foi protocolado pelo deputado federal Túlio Gadêlha (PDT), nessa quarta-feira (24), um requerimento de informação para o Ministério do Desenvolvimento Regional e para a CBTU. No documento, cobra-se respostas sobre o sucateamento do Metrô do Recife, que pode ter a linha Sul suspensa.

Nesta semana, como noticiou a coluna Mobilidade deste Jornal do Commercio, o sucateamento do Metrô do Recife pode resultar na suspensão da operação da linha Sul. Dessa forma, a linha que liga o Centro da Capital pernambucana a Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, deve ser desativada para que a Linha Centro permaneça funcionando.

“Não é de hoje que a gente nota a falta de compromisso desse governo com o transporte público. Todo ano a população sofre com o aumento da passagem e não vê retorno: serviço ruim, demora, calor e a superlotação nos poucos trens que temos circulando no metrô. A falta de verba para a preservação dos trens tem resultado num grande "cemitério de trens" . Só na garagem de manutenção de Jaboatão são 10 vagões parados por falta de peça. É um absurdo”, explicou Tulio Gadelha.

Como destaca o parlamentar, enviou-se ao metrô cerca de R$ 126 milhões através de emendas ao Plano Plurianual (PPA) 2020-2023, no seu primeiro ano de mandato. "A questão é que o Ministério do Desenvolvimento Regional não incluiu nossa proposta nos orçamentos de 2019 nem de 2020. Para onde está indo a verba do Metrô?", questiona.

No requerimento, o parlamentar também observa os constantes reajustes nas tarifas em contraste com a situação do metrô.

Comentários

Últimas notícias