ELEIÇÕES 2022

Eleito candidato do PSDB, João Doria não descarta aliança com Sergio Moro

Com baixo desempenho nas pesquisas de intenção de voto, o governador de São Paulo foi eleito candidato à presidência pelo PSDB

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 28/11/2021 às 13:11 | Atualizado em 28/11/2021 às 15:38
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Leitura:

O nome de João Doria saiu como o vencedor das prévias do PSDB, sendo escolhido como pré-candidato do partido às eleições de 2022. Após a disputa com Eduardo Leite ter exposto vexames e rachas no partido, o governador de São Paulo não descartou uma aliança com Sergio Moro (Podemos).

"É possível [uma aliança]. Eu tenho boas relações com Sergio Moro e tenho respeito por ele, não haveria nenhuma razão para não manter relações com alguém que ajudou o Brasil, com alguém que contribuiu com a Lava Jato, assim como Simone Tebet, uma brilhante senadora, e o senador Rodrigo Pacheco, com boa postura e equilíbrio", disse João Doria em entrevista à CNN.

Na última pesquisa Ipespe, divulgada detalhadamente na última semana, Lula (PT) segue na liderança isolada e parece ter atingido seu teto para o primeiro turno, com 42% das intenções de voto. O que chama atenção, porém, é a queda de 3% apresentada por Jair Bolsonaro (sem partido), enquanto Sergio Moro ganhou 2%, indo de 9 para 11%.

Dessa forma, caso junte-se o percentual ainda baixo do ex-ministro de Bolsonaro com os de candidatos como João Doria, que tem 2% das intenções de voto, o ex-juiz poderia apresentar chances de disputar o segundo turno no lugar de Bolsonaro. 

Pesquisas confirmam o favoritismo de Lula, independentemente do cenário. Dois levantamentos, porém, indicam percepções distintas. De acordo com o Paraná Pesquisas, Moro é menos competitivo que o ex-chefe contra o petista, enquanto o PoderData mostra o contrário.

Comentários

Últimas notícias