ENTREVISTA NA RÁDIO JORNAL

Sérgio Moro fala em ações para erradicar pobreza, mas ainda não apresenta projeto sólido

Sérgio Moro (Podemos) concedeu entrevista à Rádio Jornal e falou sobre adversários e projetos

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 03/12/2021 às 10:18 | Atualizado em 10/06/2022 às 13:45
EVARISTO SA/AFP
VAZAMENTO O ex-juiz Sérgio Moro foi uma das autoridades que tiveram conversas de celular hackeadas - FOTO: EVARISTO SA/AFP
Leitura:

No Passando a limpo desta sexta-feira (3), transmitido pela Rádio Jornal, Sérgio Moro (Podemos) voltou a concentrar críticas no ex-presidente Lula (PT) e tentou se distanciar do presidente Jair Bolsonaro (PL).

 Enquanto isso, o pré-candidato à presidência não apresentou projetos sólidos, mas prometeu mobilização pela erradicação da pobreza e defendeu o Sistema Único de Saúde.

Ao ser questionado sobre planos de governo para além do combate à corrupção, o ex-ministro da Justiça disse ainda estar montando seu plano.

Mas destacou o combate à pobreza como um problema a ser tratado de forma "customizada", com foco no indivíduo ou comunidade.

"Vamos criar uma força nacional, no formato de agência governamental, focada na missão de erradicar a pobreza no país. Não vamos criar numa burocracia, com novos concursos e servidores, vamos pegar os melhores dos melhores em todos os ministérios, em todas as unidades da Federação, para fazer parte desse esforço coletivo para a erradicação da miséria, mantendo os programas de transferência de renda, com abordagem customizada, individualizada, verificando o porquê de o indivíduo ou comunidade não conseguirem escapar da armadilha da pobreza", garantiu o ex-juiz ao fim da entrevista.

Antes, ele focou suas críticas no ex-presidente Lula (PT), líder isolado nas pesquisas de intenção de voto, e em Jair Bolsonaro (PL), com quem tem de rivalizar se quiser chegar a um eventual segundo turno contra o petista.

Questionado se poderia abrir mão de princípios em nome da governabilidade, ele voltou a falar da sua carreira como juiz:

"A política é construída em cima de projeto, princípios e dialogo, três componentes essenciais. Tenho princípios minha carreira de juiz e ministro mostra credibilidade, estamos construindo um projeto de país",

Sérgio Moro defende troca de experiências à distância

Ao falar sobre Saúde, defendeu o Sistema Único de Saúde e reconheceu sua importância durante o período de pandemia de covid-19. 

"Com todas as dificuldades, foi o que salvou os brasileiros de consequências ainda piores da pandemia. Temos no Brasil vários centros de referência em serviço hospitalar, mas concentrados nos grandes centros e capitais, esse serviço não chega em todo lugar, nos rincões e no interior do país", disse.

Para essas questões, o ex-juiz fala em ampliar o treinamento e cooperação dos médicos no interior do pais com os profissionais dos centros de referência, isso é possível com mecanismos de comunicação à distância.

Ele fala não somente em treinamento à distancia, mas também em médicos desses centros participando de procedimentos à distância.

"Há muito que se pode avançar, mas nosso programa ainda está em construção", pontua. 

Comentários

Últimas notícias