Governo federal

Bolsonaro e ministros visitam cidades atingidas por temporais no Sul da Bahia

Equipe fez sobrevoo para conferir extensão dos danos causados pelo desastre natural

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 12/12/2021 às 17:00 | Atualizado em 12/12/2021 às 17:39
REPRODUÇÃO/VÍDEO/FACEBOOK
Bolsonaro realiza tradicionalmente uma live semanal na quinta-feira - FOTO: REPRODUÇÃO/VÍDEO/FACEBOOK
Leitura:

Uma comitiva federal com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e ministros esteve, neste domingo (12), nas cidades atingidas pelas fortes chuvas no Sul da Bahia para verificar in loco, os estragos e as necessidades da população afetada. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, integrou a comitiva.

"Nossa presença é um ato de solidariedade com o povo da Bahia. Quando soubemos do ocorrido, além de contatarmos prefeitos, providenciamos a liberação do FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço]. Os prefeitos, de forma bastante rápida, decretaram o estado de calamidade. O MDR reconheceu e publicou no Diário Oficial da União e aguardamos agora a definição das regiões atingidas dos municípios, para que o FGTS possa ser liberado para os afetados", disse o presidente Jair Bolsonaro.

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) informou que tem atuado diretamente nas ações de resposta às chuvas intensas. Desde o fim de novembro, quando houve os primeiros registros de desastres, equipes da Defesa Civil Nacional estão na região para auxiliar as administrações municipais no preenchimento dos planos de trabalho para a solicitação de recursos federais.

A primeira leva de repasses, de R$ 5,8 milhões, já foi aprovada pela Pasta para atender seis cidades do Sul Baiano: Eunápolis (R$ 2,1 milhões), Itamaraju (R$ 1,8 milhão), Jucuruçu (R$ 543,7 mil), Maragogipe (R$ 503,8 mil), Ibicuí (R$ 433,9 mil) e Ruy Barbosa (260,1 mil). As Portarias com as liberações dos valores deverão ser publicadas na edição desta segunda-feira (13) do Diário Oficial da União.

"Como o presidente nos orientou, estamos aqui à disposição e um novo corpo de técnicos da Defesa Civil chegará à Bahia na segunda-feira, assim como em Minas Gerais, para ajudar os prefeitos a fazerem esses projetos de reconstrução", informou o ministro Rogério Marinho.

Além disso, ele explicou o processo para a concessão dos recursos federais e as etapas para que as cidades possam voltar, no período mais breve possível, à normalidade.

"Esse valor será destinado a municípios que apresentaram projetos e foram resolvidos em menos de 72 horas. Nós esperamos até terça ou quarta-feira liberar para mais nove. Estamos aguardando que as Prefeituras entreguem seus planos de resposta", detalhou o titular do MDR.

Também estiveram presentes na comitiva o ministro da Cidadania, João Roma; o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno; o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga; o comandante da Marinha do Brasil, Almir Garnier Santos; o chefe do Estado-Maior Conjunto, general de Exército Laerte de Souza Santos; e o diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), Armin Braun.

Atuação conjunta

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) do Ministério do Desenvolvimento Regional coordena as intervenções de outros órgãos do Governo Federal, envolvidos nesta força tarefa. O MDR também articula com os órgãos do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sinpdec) o desenvolvimento de ações conjuntas visando o atendimento imediato à população afetada e mantém o Cenad operando em alerta máximo.

 

Comentários

Últimas notícias