VIOLÊNCIA

Jornalistas são agredidos por seguranças e apoiadores de Jair Bolsonaro

Profissionais de imprensa cobriam a chegada do presidente Jair Bolsonaro (PL) na Bahia

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 13/12/2021 às 8:55 | Atualizado em 13/12/2021 às 8:58
Reprodução/GloboNews
Agressão a jornalistas durante passagem de Bolsonaro pela Bahia, nesse domingo (12) - FOTO: Reprodução/GloboNews
Leitura:

A chegada de Jair Bolsonaro (PL) na Bahia, nesse domingo (12), foi marcada por tumulto envolvendo jornalistas. Seguranças e apoiadores do presidente atacaram profissionais de imprensa no desembarque do chefe do Executivo. Um cinegrafista recebeu uma espécie de "mata-leão", de acordo com O Globo.

Jornalistas da TV Bahia, filiada da Rede Globo, e TV Aratu, filiada do SBT, esperavam a chegada de Jair Bolsonaro no estádio municipal Juarez Barbosa, em Itamaraju, onde ele iria desembarcar de helicóptero. O presidente esteve no local para visitar as cidades atingidas por um temporal.

Os profissionais de imprensa, com a chegada do presidente, tentaram se aproximar para entrevistá-lo. Nesse momento, a equipe de segurança impediu a aproximação. Um dos seguranças chegou a aplicar uma espécie de "mata-leão" num repórter.

Enquanto isso, outro segurança tentou impedir que jornalistas levantassem os microfones. Durante a confusão, microfones encostaram nas costas do homem. Ele ameaçou: "Se bater de novo vou enfiar a mão na tua cara. Não bata em mim, não batam em mim".

Na sequência, Antonio Charbel, secretário de Obras de Itamaraty, puxou os microfones dos jornalistas, danificando os objetos de trabalho. Um apoiador do presidente arrancou a pochete de uma repórter.

Abraji repudia agressões da segurança de Jair Bolsonaro contra jornalistas

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) se posicionou sobre o episódio ocorrido na Bahia.

"A Abraji repudia as agressões e demanda que as autoridades competentes orientem a equipe de segurança do presidente para que respeite o trabalho dos jornalistas, pois lamentavelmente esse tipo de agressão vem se repetindo. Além disso, exige que Jair Bolsonaro cesse os ataques verbais contra a imprensa, os quais incentivam sua militância a agredir repórteres e impedir seu trabalho, o qual é garantido pela Constituição Federal", diz a entidade.

Comentários

Últimas notícias