PROTESTO

Antes do réveillon, Polícia Civil decreta estado de greve em Pernambuco

Policiais civis também prometem "endurecer o movimento" caso o Governo de Pernambuco não atenda suas demandas

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 30/12/2021 às 8:20 | Atualizado em 30/12/2021 às 8:31
TÂNIA REGO/AGÊNCIA BRASIL
Policia Civil - FOTO: TÂNIA REGO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Os policiais civis de Pernambuco decretaram estado de greve a partir da meia-noite desta quinta-feira (30). A decisão ocorreu em assembleia realizada em frente ao Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol).

O sindicato coloca a decisão como resultado de falta de proposta concreta por parte do Governo de Pernambuco com relação ao reajuste salarial da categoria, em reunião ocorrida na quarta (29).

“Não vamos parar enquanto não houver uma valorização justa e condizente com nossas reais funções, pois valorizando o Policial Civil está se investindo na Segurança Pública do nosso Estado. A categoria não aguenta mais esperar. Não vamos aceitar mais nenhum tipo de postergação por parte do Governo, um desrespeito com esses trabalhadores da base da Polícia Civil", comentou Rafael Cavalcanti, presidente do Sinpol.

Na sexta-feira (31), véspera de réveillon, a categoria organiza protestos. Os policiais vão cravar cruzes na areia da praia de Boa Viagem, numa performance para representar homicídios em Pernambuco e mortes de colegas que morrerem em 2021 por causa de, nas palavras da categoria, "falta de estrutura de trabalho".

Outros protestos também estão sendo planejados para todas as regiões do estado. "Estamos unidos, do Litoral ao Sertão, e vamos endurecer o movimento, pois não dá mais para esperar", promete Rafael.

Comentários

Últimas notícias