Turismo

Empetur marca data para entrega de propostas da 'privatização' do Centro de Convenções

Desde o ano passado, grandes players do mercado estão de olho nessa concessão estadual

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 11/01/2022 às 10:47
Leitura:

Sem alarde, a Empetur, estatal de turismo do Governo do Estado, marcou para 23 de março a entrega das propostas das empresas interessadas na concessão administrativa da gestão privada do Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

O objeto da licitação é a "concessão de uso, com outorga onerosa, para administração, operação, manutenção e exploração do Centro de Convenções do Estado de Pernambuco e áreas adjacentes, com inclusão de obras de reforma e modernização do Centro de Convenções de Pernambuco".

Recentemente, a mesma Empetur tinha contratou a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) para auxiliar a Empetur neste processo de concessão administrativa para a iniciativa privada.

Há muitos anos o setor de eventos local reclama da péssima qualidade das instalações do Centro de Convenções.

Pernambuco estaria perdendo eventos nacionais para Fortaleza e Salvador, que contam com modernos centro de convenções com gestão privada.

Desde o ano passado, grandes players do mercado estão de olho nessa concessão estadual.

Um dos exemplo é a GL Eventos, um player mundial e que ganhou a concessão do centro de convenções do Anhenbi, em São Paulo.

O detalhe é que a GL Eventos já tem a concessão de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, gerando nos empresários locais algum receio de monopolização. Neste contexto, a empresa privada fica dono do mercado e leva os eventos para onde achar mais conveniente, se não houver concorrência.

Por isto as empresas esperam que haja participação de outros agentes privados, como Expo Norte. Há gente na área de feiras e eventos de Recife querendo formar consórcio para concorrer, mas o investimento é muito elevado.

Comentários

Últimas notícias