PESQUISA

Segundo Ipespe, Jair Bolsonaro começa 2022 com alta desaprovação

Pesquisa Ipespe mostra alta rejeição e desaprovação do presidente e também apresenta a intenção de voto do eleitorado para a eleição presidencial

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 17/01/2022 às 17:16
REPRODUÇÃO DE VÍDEO
DECIDIDO Presidente brasileiro se recura a prestigiar Gabriel Boric - FOTO: REPRODUÇÃO DE VÍDEO
Leitura:

Pesquisa Ipespe mostra Jair Bolsonaro (PL) começando 2022, ano em que deve disputar a reeleição, num cenário desfavorável com relação à avaliação do seu Governo. Segundo o levantamento, o primeiro deste ano, a alta desaprovação com relação à gestão do presidente não dá sinais de recuo.

De acordo com a pesquisa Ipespe, 54% dos entrevistados avaliam o Governo Bolsonaro como "ruim" ou "péssimo", enquanto 24% classificam como "ótimo" ou "bom" e 21% enxergam a gestão como "regular".

Já quando a questão é sobre a aprovação ou desaprovação pessoal do presidente da República, a desaprovação chega a 64%. Dessa forma, Jair Bolsonaro é aprovado por 30%, enquanto 7% não soube opinar ou não respondeu.

O mal momento de avaliação também faz-se presente nos números de intenção de voto para a Presidência da República. Em ambos os cenários, o ex-presidente Lula (PT) vence com folga Jair Bolsonaro (PL), que encontra dificuldades para ultrapassar a casa dos 25%. A chamada "terceira via" também não dá sinais de reação.

"O otimismo daqueles players que nesse instante pontuam baixo nas pesquisas recebeu um grande alento na virada do ano, com o resgate da propaganda semestral dos partidos na TV. No passado, essa propaganda jogou um papel muito importante na alavancagem de pré candidatos. Roseana Sarney, Serra, Lula e Dilma se beneficiaram dela muito antes das campanhas começarem. A audiência da TV aberta não é mais a mesma, porém ainda tem uma força descomunal", avalia o cientista político Antônio Lavareda.

Comentários

Últimas notícias