Impostos

Mendonça Filho critica aumento de 10% no IPTU do Recife. 'Falta de sensibilidade do PSB'

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 20/01/2022 às 11:05
DIVULGAÇÃO/DEMOCRATAS
Nosso caminho não é o do atual presidente da República e isso ficou muito claro no manifesto da União Brasil. Nós buscaremos alternativas e já temos alguns nomes", prometeu o ex-ministro da Educação Mendonça Filho - FOTO: DIVULGAÇÃO/DEMOCRATAS
Leitura:

Os contribuintes do Recife já começaram a receber os carnês do Imposto Predial Territorial Urbano, o IPTU, com um aumento de 10,67%. O ex-ministro Mendonça Filho usou o tema para criticar o PSB na capital pernambucana.

"No meio de uma crise financeira, de uma recessão e de uma pandemia, o prefeito João Campos e o PSB vão arrochar o Recifense com um aumento no IPTU", afirmou.

"O reajuste deste ano é o maior aplicado pela Prefeitura do Recife desde 2004!".

"O recifense está no topo do ranking dos pagadores de maior valores de IPTU, superando Fortaleza e Bahia. Em 2021 o morador do Recife pagou em média o equivalente a R$ 303,16 de IPTU se dividido o valor da arrecadação por número de habitantes. O valor é R$ 100 a mais, quando feito o mesmo cálculo, que os moradores de Fortaleza e cerca de R$ 30 a mais que os moradores de Salvador".

"Em Fortaleza, por decisão política, não haverá aumento do IPTU. Os contribuintes continuaram pagando menos que o Recife", afirmou Mendonça.

"Recife é a capital dos impostos. Essa tem sido a marca dos governos do PSB. Recentemente amargamos alta de 20% no IPVA, além do ICMS que é um dos mais elevados do Brasil", afirmou Mendonça Filho.

Com a palavra a PCR, se achar que deve

Comentários

Últimas notícias