01
ago

Saiba como recuperar os créditos dos patinetes e das bicicletas da Yellow

01 / ago
Publicado por Roberta Soares às 19:36

Operação da empresa foi um fracasso total no Recife: não durou sequer seis meses. Foto: Divulgação

 

A Yellow, enfim, soltou um comunicado sobre o fim da operação das bicicletas docklesss e dos patinetes elétricos no Recife. Nele, explica que os créditos não utilizados pelos usuários serão estornados via cartão de crédito. Os clientes e os proprietários de pontos de venda que não possuem cartão deverão entrar em contato com o suporte da empresa para acertar a devolução dos valores. Essa é a promessa da empresa, que ressaltou ter encerrado a operação no Recife somente nesta quinta-feira (1º/8), embora os equipamentos tenham começado a sumir do app no fim de semana e desaparecido totalmente desde a quarta-feira (31/7).

LEIA MAIS
Sai a Yellow, entra a Serttel para oferecer bikes sem estação e patinetes elétricos no Recife
Recife perde patinetes elétricos e bicicletas sem estação da Yellow

“A Grow lamenta comunicar o encerramento de suas operações no Recife, motivada por razões técnicas e operacionais, que tornaram a atuação da empresa inviável economicamente. Foi uma decisão dolorosa para todos nós, mas que esperamos reverter no futuro. Nosso agradecimento especial aos colaboradores que estiveram conosco ao longo desse período – para quem, inclusive, estamos buscando recolocação imediata no mercado de trabalho. Os usuários que tiverem adquirido créditos não utilizados terão os valores estornados via cartão de crédito. Já os pontos de venda e usuários que não possuem cartão devem entrar em contato com o suporte da empresa para que os valores sejam transferidos”, diz o comunicado da Grow, holding responsável pelas marcas Yellow e Grin.

Empresa nega que vá sair de outras cidade, mas blog teve acesso a documento apresentado na Cidade do México (México). Foto: Roberta Soares

Alguns usuários reclamaram ao JC que tentaram fazer o estorno dos créditos no dia 31, sem sucesso. Mas a empresa garantiu que o processo será realizado a partir de agora sem dificuldades. O mínimo de créditos, no entanto, é de R$ 5. É possível falar com a Yellow pelas redes sociais. O site da empresa é o www.yellow.app, mas nenhum telefone está disponibilizado. A operação da empresa durou menos de seis meses na capital pernambucana – começou no dia 12 de fevereiro passado. Desde o último fim de semana que as bicicletas e patinetes elétricos sequer aparecem no aplicativo. Na terça-feira (30), quem consultava o app identificava apenas os pontos de venda de créditos, sem que nenhum equipamento aparecesse como disponível para aluguel.

No início de julho, a empresa deu sinais de que estava tentando se reposicionar no mercado ao reduzir em 50% o valor cobrado pelo uso dos patinetes. O desbloqueio baixou para R$ 1,50 e o minuto de uso ficou por R$ 0,25. Os acidentes com os patinetes – inclusive com mortes na Europa – também geraram polêmicas e embates com gestores públicas no Brasil e pelo mundo. Há informações, inclusive, de que a operação será finalizada em outras cidades além do Recife. O Blog MoveCidade teve acesso ao comunicado da Grow, onde também deixaram de operar. A Serttel, empresa pernambucana que já operou o Bike PE, já afirmou que vai ocupar o espaço deixado pela Yellow.


Veja também