26
jun

Messi, Maradona e Rojo

26 / jun
Publicado por Marcos Leandro às 17:59

 

No jogo em que os dois maiores jogadores da Argentina tiveram seu momento de brilho – Messi em campo e Maradona nas arquibancadas -, o lateral/zagueiro Rojo foi o grande herói da dramática classificação da Argentina para as oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, após vitória por 2×1 sobre a Nigéria nesta terça (26/6).

Rojo, que tinha sido barrado por Jorge Sampaoli na derrota por 3×0 para a Croácia, acabou voltando ao time diante da Nigéria – mais uma prova do confuso critério utilizado pelo técnico para escalar a equipe de jogo a jogo. Mas o fato é que o jogador do Manchester United salvou a Argentina de um fiasco histórico, acertando um bonito chute, após cruzamento de Mercado.

Um gol achado. Após jogar um bom primeiro tempo, o melhor do time até agora na Rússia, se bagunçou completamente após o gol de empate da Nigéria. E não acertava mais nada. Até o gol salvador de Rojo, aos 41 da etapa final.

MESSI E MARADONA

Messi, mesmo ainda longe de ser o que se espera dele, foi mais participativo. E abriu o placar, após toque de classe de pé direito, ainda na etapa inicial.  Depois voltou a ficar estático, na maior parte do jogo pelo lado esquerdo do ataque da equipe sul-americana. Mas pelo menos mostrou mais raça. Deu até carrinho perto da lateral. E vibrou muito com a classificação. Um sinal positivo, para quem sempre é cobrado pela sua personalidade pela seleção.

Já Maradona roubou a cena, algumas vezes de forma constrangedora. Fez de tudo. Dançou com uma nigeriana, vibrou muito, e, pelas imagens, chegou até a cochilar sentado na cadeira.

Após quase voltar para casa de forma precoce, o próximo desafio é a França, em um dos grandes confrontos das oitavas de final da Copa do Mundo.

publicidade


Veja também