26
nov

O que fazer depois da vergonha?

26 / nov
Publicado por Marcos Leandro às 19:01

 

Torcedores (os de verdade) fazendo papel de palhaço – os que foram ao Monumental de Nuñez no sábado e no domingo e os que ficaram esperando uma definição que ninguém parecia ter -, jogadores do Boca passando mal por conta do atentado ao ônibus da equipe na chegada ao estádio, os do River sem saber o que fazer e o mundo do futebol atônito pensando como a maior final da Libertadores virou um gigantesco fiasco do futebol sul-americano. E depois da vergonha, o que fazer?

 

Jose Brusco / AFP

 

Essa é a pergunta que todos estão fazendo, até a própria Conmebol. O que se espera é que nesta terça (27/11), a entidade tome uma decisão sobre a nova data da decisão da Libertadores entre River Plate e Boca Juniors. O time xeneize força para ser declarado campeão, cobrando punição ao River semelhante ao que recebeu em 2015, quando sua torcida, na Bombonera, disparou gás de pimenta contra os jogadores dos millonarios. O Boca foi punido e o River avançou às quartas de final na ocasião – seria, inclusive, o campeão. A defesa do River para não perder os pontos do jogo se baseia no local da emboscada ao ônibus do Boca, fora do espaço delimitado como de proteção pelos dois clubes.

E, se o novo jogo for de fato confirmado, será no Monumental? Em outro estádio da Argentina? Fora do país? Mesmo defendendo punição ao River, gostaria que o vencedor da Libertadores fosse conhecido no campo, evitando uma desmoralização maior ainda.

 

publicidade


Veja também